0

A precisão da língua alemã dificulta a tradução

31 mai 2016
08h38
  • separator
  • comentários

O alemão é uma língua em que o vocabulário se multiplica por meio da composição: palavras se juntam e adquirem outros significados, precisos mas difíceis de serem transpostos para outros idiomas.

A possibilidade quase ilimitada de juntar palavras, justapor ou pospor radicais confere à língua alemã um vocabulário muito rico e preciso. O significado das novas palavras que vão surgindo se deduz dos elementos que as compõem. Isto possibilita a quem está aprendendo o idioma, por exemplo, captar o sentido de uma palavra até então desconhecida, desde que saiba o que querem dizer os elementos que a formam.

De casacos e manhãs...

Captar o sentido, porém, não significa necessariamente empregar corretamente a grande variedade de termos aparentados. E, muito menos, traduzi-los corretamente para a língua materna.

Em alguns casos, basta juntar o significado das partes para ter o sentido da nova expressão. Um exemplo: Mantel quer dizer casaco, sobretudo. Wintermantel é um casaco de inverno, Pelzmantel, um de peles. Mas será que Bademantel é um casaco de banho? Ou para banho? Claro que não: a peça corresponde ao nosso roupão. Já as palavras correspondentes a Morgenmantel em português tem suas origens no francês: penhoar (pegnoir), robe (de chambre). E a peça pode ser usada a qualquer hora do dia, apesar da restrição à manhã (Morgen) contida em sua forma alemã.

... à alegria com o prejuízo

Outro exemplo é a palavra alegria (Freude) e suas variantes tipicamente alemãs. Será que existe em outro idioma uma palavra que expresse a ansiosa expectativa de algo que está por acontecer, mas já nos deixa felizes por antecipação, como Vorfreude?

Menos nobre é aquele sentimento de alegria ligeiramente maldoso quando ocorre algo de mau a alguém – você tem alguma expressão para ele, além da interjeição "bem feito!"? Pois o alemão tem: Schadenfreude, literalmente a alegria com o prejuízo.

Não há quem não sinta de vez em quando prazer com a desgraça alheia. Mas talvez ela não tenha uma denominação específica em outras línguas por ser considerado mesquinha. Tanto que o próprio Goethe a condenou uma vez, vendo nela um sinal da incapacidade de sentir simpatia com terceiros. Segundo ele, quando as pessoas se tornam ruins mesmo, não conseguem compartir mais nada senão... pois é: a Schadenfreude ("Wenn die Menschen recht schlecht werden, haben sie keinen Anteil mehr als Schadenfreude").

Por outro lado, há um ditado alemão que afirma que a alegria mais bonita é justamente esse prazer com a desgraça alheia ("Schadenfreude ist die schönste Freude"). Talvez você possa recorrer a ele, para se eximir de remorsos, na próxima vez em que pensar, numa determinada situação: "Bem feito!"

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade