0

Pintor brasileiro João Batista da Costa ganha coletânea inédita

6 nov 2012
22h07
atualizado em 7/11/2012 às 09h34
Marcus Vinicius Pinto
Direto do Rio de Janeiro

Um dos maiores pintores brasileiros do início do século XX, João Batista da Costa ganha, a partir desta quarta-feira (7), na sede da Academia Brasileira de Letras, a maior obra em homenagem ao seu trabalho. O livro João Batista da Costa, 120 Pinturas Selecionadas reúne obras do paisagista brasileiro espalhadas pelos principais museus do País, como Museu Nacional de Belas Artes, Museu Histórico Nacional, Museu de Arte de São Paulo, Pinacoteca, Museu Imperial de Petrópolis, além de coleções particulares.

O autor, Roberto Hugo da Costa Lins, ressalta o fato de o início da pesquisa ter relacionado cerca de 410 obras, para, em seguida, começar o trabalho de fotografia de 250 pinturas até que se chegasse ao número final de 120 obras para o livro, levando em conta importância histórica, ineditismo, temática e conservação.

"É surpreendente como as gerações mais novas conhecem pouco dos pintores desse período, preferindo artistas mais jovens", disse o Lins, médico-cardiologista, colecionador e apaixonado por arte.

"A criação de álbuns sobre a produção de pintores do passado é como fazer uma exposição de arte", prosseguiu Marcus Tadeu Daniel Ribeiro, do Comitê Brasileiro de História da Arte, que elogiou o trabalho do autor pelo cuidado na escolha das obras e no aconselhamento recebido por parte de especialistas na seleção das mesmas.

Com preferências por paisagens, Batista da Costa passou a infância praticamente na indigência, vivendo em um orfanato até ingressar, aos 12 anos de idade, na Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro, onde se formou, em 1881. Depois disso, foi a Paris, onde permaneceu por quase uma década ampliando seus estudos.

O livro traz a marca forte de Batista da Costa como paisagista do Rio de Janeiro, na Região Serrana do Estado, e também de São Paulo e Minas Gerais, mas também mostra o lado de retratista do artista, com destaque para um quadro do Imperador Dom Pedro II.

"Batista da Costa impressiona pela técnica apurada em suas paisagens, embora a maior parte de sua obra seja completamente desconhecida pelo público", disse Roberto Hugo da Costa Lins. Para o especialista Marcus Tadeu Ribeiro, a obra do pintor, que recebeu diversos prêmios no Brasil e no exterior, merecia há tempos sair do ambiente acadêmico.

"Apesar de pouco conhecida, o interesse pela obra de um artista como Batista da Costa deve surgir também de pessoas que tenham verdadeiro interesse pela arte brasileira, exatamente pela riqueza que ela traz", exaltou Ribeiro.

O lançamento de João Batista da Costa, 120 Pinturas Selecionadas ocorre nesta quarta-feira (7), a partir das 17h, na Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro.

Livro 'João Batista da Costa, 120 Pinturas Selecionadas' reúne obras do paisagista brasileiro espalhados pelos principais museus do País
Livro 'João Batista da Costa, 120 Pinturas Selecionadas' reúne obras do paisagista brasileiro espalhados pelos principais museus do País
Foto: Divulgação
Fonte: Terra
publicidade