Carnaval de Recife e Olinda

publicidade
01 de fevereiro de 2013 • 15h23

Confira programação da semana do pré-carnaval em Olinda

Frevo, maracatu e outros ritmos garantem a folia em Olinda
Foto: Marcelo Soares/PrimaPagina/Divulgação
 

Em Olinda, assim que passa a festa do réveillon, começa o pré-carnaval. É um barzinho mais animado aqui, um bloco antecipado acolá e, conforme fevereiro se aproxima, o clima esquenta e a animação também. Na semana que antecede os dias oficiais de carnaval, o sítio histórico está totalmente animado.

O carnaval em nível municipal, a rigor, começa na quinta-feira, dia 7. A abertura oficial com terá espetáculo do homenageado, J. Michiles, além de Alceu Valença e Orquestra Contemporânea de Olinda. A festança é no Fortim do Queijo, no bairro do Carmo, próximo à beira-mar da cidade.

O Fortim do Queijo é o principal polo de atrações e uma grande opção para as noites de quem quiser aproveitar, exclusivamente, o carnaval da cidade patrimônio histórico da humanidade. Uma característica da festa em Olinda é que a maioria das atividades de rua ocorre pela manhã ou no início da tarde.

Na sexta-feira, o palco do Fortim do Queijo terá o Som da Terra, Paulo Pecado, seguindo com Maestro Forró e Nena Queiroga. Não se iludam com o nome artístico. O Maestro Forró e sua Orquestra Popular da Bomba do Hemetério tocam o frevo eletrizante e a sua apresentação é um espetáculo com a sua marca.

A semana pré-carnaval começou muito antes. Na sexta-feira, dia 1, o pessoal do Habeas Copos tem saída programada para as 19h do Clube Atlântico, no Carmo. No sábado, tem a Corrida de Bonecos Gigantes, com saído no Mercado da Ribeira. A concentração é às 8h. A corrida é um desafio para os bonequeiros, que têm de ser rápido, forte, equilibrar um boneco que chega a ter 20 quilos e ainda se desviar dos adversários.

No sábado (2), são vários os blocos e troças que tem saída marcada no Varadouro, Carmo e Ribeira. A maioria dos grupos é improvisada e o compromisso com horário não existe.

O grande evento pré-carnavalesco de Olinda será o Desfile das Virgens do Bairro Novo. Virgem é como são chamados os homens que se vestem de mulheres, com exageros. Por exemplo, os fantasiados gostam de mesclar saia com as pernas cabeludas, decote com o peito masculino, perucas rosa-choque e outras combinações que façam o choque masculino-feminino ou feminino-masculino.

Antecede o desfile um concurso de fantasia, no qual ganham prêmio a mais sexy, mais simpática, mais pura, mais sapeca, mais tímida e virgem mal amanhada. Também ganham prêmio a virgem destaque, originalidade, grupo, luxo e a virgem das virgens. O concurso antecede a desfile de trios elétricos com grandes atrações, como a Troça Ceroulas, troça Ceroulas, grandes bandas como Asas da América, Reny e a Galera e Chão da Terra.

A segunda-feira (4) é de maracatus com a Noite dos Tambores Silenciosos. O evento tem concentração nos Quatro Cantos de Olinda e segue em cortejo até o Largo do Rosário dos Homens Pretos, no Bonsucesso. O maracatu tem uma relação próxima à religiosidade afro e, esse evento, serve para homenagear os negros mortos em cativeiro. Participam oito nações de maracatu, incluindo o Leão Coroado, que é um dos homenageados pela Prefeitura de Olinda, nesse carnaval. O Leão Coroado tem 150 anos de história.

Na terça e quarta, antes da abertura do carnaval, o clima festivo estará nas ruas – é uma tradição. Alguns blocos programaram saída, mas a dica foliã é fazer um reconhecimento de território pelas ruas estreitas e ladeiras de pedra da cidade alta. 

Terra