0
Logo do Carnaval do Rio de Janeiro
Foto: Alessandro Buzas / Futura Press

Carnaval do Rio de Janeiro

Beija-Flor leva 6º título dos últimos 9 anos e afirma hegemonia

9 mar 2011
17h58
atualizado às 18h59
  • separator
  • comentários

A Beija-Flor é a vencedora de 2011 do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Com o título, a escola de samba de Nilópolis afirma a hegemonia no Carnaval carioca, levando seis dos últimos nove campeonatos. A azul e branco foi a última a desfilar, já no começo da manhã de terça (8), levou à Sapucaí o enredo A simplicidade de um Rei , que fez uma homenagem a Roberto Carlos.

Confira como foi a votação completa de todos os quesitos
Ouça o samba da Beija-Flor no Sonora

Com 299.8 pontos, 1.4 à frente da Unidos da Tijuca, segunda colocada, a Beija-Flor conquistou o seu 12º título. As últimas colocações ficaram com a Porto da Pedra e a São Clemente. Apesar da punição e consequente desconto de um ponto, a Acadêmicos do Salgueiro terminou em quinto lugar. Em 2011, devido ao incêndio na Cidade do Samba no início de fevereiro, Grande Rio, Portela e União da Ilha não foram julgadas, e nenhuma escola do grupo especial foi rebaixada.

A Estação Primeira de Mangueira, que assumia a liderança até o final da contabilização do segundo quesito (mestre-sala e porta-bandeira), ficou com a medalha de bronze, com 297.2 pontos. Na sequência, Vila Isabel somou 297. Em sexto, Imperatriz Leopoldinense, com o enredo A Imperatriz adverte: Sambar faz bem à saúde . Mocidade Independente de Padre Miguel, com 295.5, terminou o Carnaval 2011 na sétima colocação.

Emocionado com a vitória, Neguinho da Beija-Flor, intérprete da agremiação, parabenizou a todos que fizeram parte dessa conquista. "Merecemos pelo sacrifício da comunidade, pelo Rio de Janeiro, pelo meu filho, um dos compositores do samba-enredo, e pelo Roberto Carlos. Nilópolis merece", falou.

Após a conclusão da apuração, dirigentes da Unidos da Tijuca, insatisfeitos com o resultado e com as notas da própria escola, reclamavam. "A comissão da Tijuca foi a única que surpreendeu. Foi a única que devia ter recebido 10", disse o carnavalesco Paulo Barros. "A cabeça dos jurados é assim mesmo. E a gente vai tentar fazer melhor ano que vem", afirmou Fernando Horta, presidente da agremiação.

Desfile
O desfile da Beija-Flor, um dos mais esperados desse ano, contou a história do Rei Roberto Carlos desde sua infância. Na comissão de frente, que levou um Roberto ainda menino, a escola inovou. Foi a primeira vez na história do carnaval que houve interação entre os dançarinos que a compunham e o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira.

Lady Laura e Robertino Braga, pais do cantor, também foram homenageados. Uma das alas levou, em suas fantasias, fotos de ambos. Em tamanhos ampliados, as mesmas imagens fizeram parte do carro que seguiu logo atrás.

Período importante da história musical brasileira, assim como da vida de Roberto, a Jovem-Guarda não ficou de fora da apresentação da agremiação. Wanderléa e Erasmo Carlos desfilaram como destaque no carro 'Jovem Guarda - Sonho e Realidade Ocupam o Mesmo Espaço'. A Velha Guarda também se fez presente na apresentação da Beija-Flor de Nilópolis.

O Rei, sempre muito religioso, passou pela Sapucaí em cima da última alegoria da escola. Nela, anjos e uma grande escultura de Jesus faziam parte da decoração. Cercado por crianças, Roberto Carlos visivelmente emocionado, acenou para os foliões nas arquibancadas e camarotes durante todo o persurso.

Histórico
O Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis foi fundado em 25 de dezembro de 1948, durante as comemorações de natal. Um grupo formado por Milton de Oliveira (Negão da Cuíca), Edson Vieira Rodrigues (Edinho do Ferro Velho), Helles Ferreira da Silva, Mário Silva, Walter da Silva, Hamilton Floriano e José Fernandes da Silva resolveu formar um bloco que, depois de várias discussões, por sugestão de Eulália de Oliveira, mãe de Milton, recebeu o nome de Beija-Flor (inspirado no Rancho Beija-Flor, que existia em Marquês de Valença). Eulália foi admitida como fundadora.

Ficha técnica
Fundação: 25/12/1948
Cores: Azul e Branco
Samba-enredo: A simplicidade de um Rei
Presidente: Farid Abraão David
Carnavalescos: Alexandre Louzada, Fran-Sérgio, Laíla, Vítor Santos e Ubiratan Silva
Intérprete: Neguinho da Beija-Flor
Rainha da Bateria: Raíssa Oliveira
Títulos no Grupo Especial: 12






Beija-Flor é a campeã do Carnaval 2011 do Rio de Janeiro
Beija-Flor é a campeã do Carnaval 2011 do Rio de Janeiro
Foto: Glaucio Burle / Futura Press
Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade