0

Banda de Ipanema atrai multidão para celebrar diversidade

18 fev 2012
19h59
atualizado às 20h21
Giuliander Carpes
Direto do Rio de Janeiro

Quase cinquentona, mas com tudo em cima. Assim é a Banda de Ipanema, tradicional bloco de rua do Rio de janeiro. Ela fez neste sábado (18) o seu segundo desfile deste Carnaval - o primeiro ocorreu há duas semanas e levou mais de 80 mil pessoas à Avenida Vieira Souto, na orla de uma das praias mais famosas do mundo.

Galeria de fotos: Veja fotos das rainhas de bateria de SP e Rio

Neste sábado, o público é ainda maior, e o tema do Carnaval da banda é nobre: o desfile brindou à diversidade, em época em que homossexuais sofreram agressões no Rio de Janeiro. Inúmeros travestis aproveitaram o desfile para tirar suas fantasias mais espalhafatosas do armário e aparecer.

"Aqui pode entrar todo mundo. Se é homem, mulher, gay ou lésbica não importa. Temos tudo o que se pode imaginar brincando com alegria. Isso é o que interessa", afirma José Miranda, coordenador da banda.

A banda surgiu durante a ditadura, numa época que quase tudo era proibido, menos Carnaval. O bloco sempre soube usar a ironia para protestar em plena avenida. O que fica bem claro no slogan da banda: Yolhesman Crisbelis. Os governos militares sempre acreditaram se tratar de alguma forma de subversão, mas a frase não quer dizer absolutamente nada. Surgiu apenas para tirar um sarro da ditadura.

Agora, no 47º ano de desfiles, o clima é mais ameno, alegre, embora sempre haja uma causa pela qual chamar a atenção. Nessa atmosfera, destaques não faltaram. Uma das mais aplaudidas na avenida foi a Bicha da Mala, que desfilou toda fantasiada posando para os fotógrafos. "Sou a única mulher 'maluda' do Carnaval carioca", brincou aos berros, entre sorrisos e palmas de quem assistia ao desfile.

O apoio à causa ultrapassou a avenida e subiu as calçadas, onde milhares de pessoas não seguiam o bloco, mas assistiam empunhando leques com as cores do arco-íris. "Preconceito não está com nada. Quem vive aqui em Ipanema sabe disso, e o desfile da banda simboliza muito bem isso", afirma Mário Soares, morador da região.

E não foi só nas calçadas que o povo entrou no clima da Banda de Ipanema. Nas sacadas dos edifícios da Avenida Vieira Souto, uma das mais valorizadas do Rio, muita gente parou para aplaudir o bloco, que continuou passando enquanto o sol se punha no Penhasco Dois Irmãos.

Homenagens
A Banda de Ipanema neste ano homenageia os escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues - cujo centenário será comemorado este ano - e os compositores J. Cascata, Herivelto Martins e Luiz Gonzaga. Ainda houve um painel com a imagem do arquiteto Oscar Niemeyer, cujos 104 anos inspiram o bloco.

Carnaval no Terra
O Terra transmite, ao vivo e em HD, a folia em Salvador. Não perca Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Daniela Mercury, Chiclete com Banana, entre outros, agitando o circuito Barra-Ondina. O ator Cassio Reis e a apresentadora baiana Érica Saraiva comandam o estúdio do camarote do Terra, entrevistando famosos - como a atriz Sharon Stone - entre os mais de 800 convidados por dia.

O portal também acompanha minuto a minuto todos os desfiles e a apuração das escolas de samba de Rio de Janeiro e São Paulo. Notícias, fotos, vídeos e a transmissão de Salvador também estão em tablets e no celular. Acesse m.terra.com.br/carnaval2012.

Banda de Ipanema animou o Carnaval do Rio de Janeiro
Banda de Ipanema animou o Carnaval do Rio de Janeiro
Foto: Daniel Ramalho / Especial para Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade