0

Com problemas financeiros, Portela fala sobre Madureira

29 jan 2013
07h47
atualizado às 07h49
  • separator
  • comentários

Maior campeã do Carnaval carioca, com 21 conquistas, a Portela terá no Carnaval de 2013 a missão de falar de si mesma, e de todo o universo em seu entorno. O bairro de Madureira, o berço do samba carioca, onde a escola está inserida, será retratada pela agremiação. De quebra, os 90 anos da própria Portela serão lembrados na passagem da escola, assim como outra data marcante de um dos integrantes mais ilustres da azul e branco de Madureira: os 70 anos de Paulinho da Viola.

A Portela é a maior campeã do Carnaval carioca, com 21 títulos
A Portela é a maior campeã do Carnaval carioca, com 21 títulos
Foto: Mauro Pimentel / Terra

A promessa é de uma escola “abusada” na avenida, segundo definição do diretor de Carnaval, Alex Fab. Ele aponta que o projeto da Portela para o Carnaval 2013 é “interessante, grandioso e arrojado”, e que isso poderá levar a agremiação a um resultado superior ao que foi obtido no ano passado, quando a Portela chegou em 6º lugar. A possibilidade de quebrar o jejum de títulos, que perdura desde 1984, já é vista com mais cautela.

“Nosso desfile será marcado pela modernidade e pela diversidade. Por mais que o enredo seja de cunho tradicional, a gente vai se inserir num contexto de modernidade, do início ao fim do desfile. E cada alegoria, cada setor, terá uma nuance. Teremos um setor mais barroco, outro mais high tech, outro mais inovador. Cada setor, cada carro, é de um jeito”, comenta.

Não vão faltar, no desfile, grandes referências do bairro de Madureira, como o grande mercado popular, o grande parque da região inaugurado recentemente, e, claro, o samba. Bap diz que não faltarão alas e alegorias teatralizadas e acentua que a Portela virá muito colorida. Grandes alegorias, com muitos efeitos, também é uma das promessas da escola.

“Termos muitas alegorias e tripés. Estamos com maior número de elementos cenográficos. Teremos dois carros acoplados. Um vai a 34 metros, e o abre alas vai a 40 metros”, salienta Bap, escondendo o jogo sobre a tradicional águia, símbolo da escola, que sempre ilustra o carro abre alas.

"A águia será um surpresa, espero que para agradar”, acrescenta.

Em meio a dificuldades financeiras, o trabalho para o Carnaval está em ritmo acelerado no barracão. Diretor de Carnaval da Portela, Alex Fab admite que a preparação da escola chegou a passar por certa turbulência, mas mais verbas entraram nas últimas semanas, e começaram a estabilizar esse processo. Ele garante não ter dúvidas de que a escola estará totalmente preparada para o desfile.

“Temos a segurança de que vamos chegar bem. Tem muita coisa para acontecer e temos certeza que continuando da mesma forma, com aportes financeiros chegando, a gente consegue chegar na avenida com o Carnaval pronto, e não aprontar o Carnaval na avenida”, afirma.

O carnaval da Portela está orçado em R$ 6 milhões, mas esse valor pode chegar até R$ 7 milhões. Em meados de novembro, funcionários do barracão ameaçaram parar de trabalhar por falta de pagamento, atrapalhando o andamento da montagem do carnaval. A Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) socorreu a escola, e o trabalho no barracão agora segue a todo vapor, para reparar os atrasos.

“Nos últimos 35 dias, estamos trabalhando em ritmo muito acelerado. Estamos, aos poucos, colocando a escola num cronograma que nos dê mais tranquilidade. É uma posição diferente do que estava há dois meses”, observa.

Atualmente, 230 funcionários trabalham dia e noite de forma acelerada, e a expectativa é que até o Carnaval, esse número chegue a 300. De acordo com Bap, sempre tem alguém trabalhando no barracão, mesmo que durante a madrugada.

Alex Bap lembra que falar de um tema tão próximo torna mais fácil a colocação do enredo na avenida. Para o diretor, falar de Madureira e da própria escola foi uma grande escolha, já que muitos dos componentes vivenciaram as histórias que serão contadas no desfile.

“O enredo acaba facilitando, é um tema muito ligado às tradições do portelense, falando da escola, do nosso bairro. Torna-se mais fácil, porque é uma história que a gente já conhece”, opina.

A Portela será a última a desfilar no domingo de Carnaval, no dia 10 de fevereiro. A azul e branco de Madureira vai entrar na avenida com 4.100 componentes, divididos em sete carros e 35 alas.

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade