1 evento ao vivo

Tenente da PM do Rio será Pedrita na Porto da Pedra

10 fev 2010
21h12
Isaac Ismar
Direto do Rio de Janeiro

Tem tenente no samba. Júlia Liers, de 25 anos, é tenente da Polícia Militar do Rio de Janeiro, lotada no 23º Batalhão, no bairro do Leblon, onde exerce a patente de sub-comandante da 1ª Companhia e relações pública. Apaixonada por samba e carnaval, ela foi convidada por duas escolas para desfilar: Independente de São João de Meriti, do Grupo de Acesso, e Porto da Pedra, do Grupo Especial, a elite do carnaval carioca.

Na Independente, Júlia será rainha de bateria pela primeira vez. E na Porto da Pedra, destaque em um pede-passagem no setor da "Pré-história Fashion", vestida de Pedrita, no enredo "Com que roupa... Eu vou? Pro samba que você me convidou". O ator Paulo Zulu estará ao lado dela, com a fantasia "Bambam". "Será uma roupa discreta, mesmo sendo a Pedrita, sem perder a sensualidade que o carnaval requer", revela.

A estreia da tenente na Marquês de Sapucaí aconteceu no ano passado, a convite do presidente da Inocentes de Belford Roxo. "Desfilei como composição de carro alegórico. O meu primeiro batalhão fica no município de Belford Roxo, onde sempre tive muito contato com diversas pessoas, entre elas o presidente da Inocentes, que é vereador. Me apaixonei pelo samba. Este ano surgiu o convite da Independente e logo depois da Porto da Pedra", contou.

Por ser bonita, ter o corpo definido e trabalhar de farda, a Porto da Pedra logo se interessou por Júlia e fez o convite, já que o enredo da escola de samba aborda a moda. "Sou bem feminina. Mesmo trabalhando fardada, não perco a vaidade. Faço academia há quatro anos com personal trainer, gosto de maquiagem e de me vestir bem", afirmou Júlia, que namora um tenente da PM há oito anos.

Mas antes de aceitar os convites, Júlia teve que pedir permissão para desfilar ao comandante geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, comandante Mário Sérgio Duarte. Na reunião que teve com o seu superior, a tenente recebeu carta branca para curtir o carnaval no Sambódromo. Os colegas de profissão também a incentivam. "Foi uma conversa bem tranquila. O comandante liberou de primeira, pois já esperava por isso. Sempre tive apoio dos meus colegas. O ambiente é saudável. As críticas que surgiram foram construtivas. Não foi surpresa para eles, já que o carnaval tem tudo a ver comigo. As brincadeiras que surgem na corporação eu levo na esportiva", diverte-se.

Ainda de acordo com Júlia, o comandante Mário Sérgio pediu disciplina e respeito à corporação durante o carnaval. Ele também fez algumas recomendações: descrição, vestimenta que não seja vulgar e evitar declarações polêmicas. "Sou tenente antes de ser foliã. Isso vai estar sempre comigo. Não dá para tirar a imagem de policial militar, mesmo no carnaval. Acredito que a minha participação será importante, afinal, militar também tem o direito de gostar de carnaval. Fico feliz de representar a Polícia. Vou fazer a conexão Polícia Militar e comunidade", garante Júlia, que tem o apelido de Pocahontas, a bonita índia personagem do desenho de mesmo nome da Disney.

PM será um dos destaques do Carnaval no Rio
PM será um dos destaques do Carnaval no Rio
Foto: Isaac Ismar / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade