0
Logo do Carnaval de São Paulo
Foto: Alessandro Buzas / Futura Press

Carnaval de São Paulo

"Essa fantasia está entre as menores que já usei", diz Valeska Reis

17 jan 2012
11h28
atualizado às 12h41
Pamela Marul
Direto de São Paulo
Na ótica do meu império meu foco é você/Vem meu amor/Olha pra mim, sou casa verde na avenida/Vem pra ver, essa viagem que fascina/Brilhou o sol do Egito/No vidro a transformação

. Ao som desses versos que Valeska Reis, 26 anos, vai entrar na avenida à frente da bateria da escola de samba paulistana Império de Casa Verde pela primeira vez.

Com o enredo Na ótica do meu Império, o foco é você , patrocinado por uma fabricante de lentes focais, a assistente de palco do programa O Melhor do Brasil , da Rede Record, vem representando o brilho do cometa. "Minha fantasia é uma surpresa. É sexy, provocante e moderna. Não é a menor fantasia que já usei, mas está entre as menores", contou a rainha de bateria durante ensaio fotográfico feito ao Terra , no barracão da escola.

Valeska Reis estreia na escola de samba paulista Império de Casa Verde, à frente da bateria
Valeska Reis estreia na escola de samba paulista Império de Casa Verde, à frente da bateria
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra

O mistério em torno da roupa que a rainha vai usar é tão grande, que nem o presidente da escola, Alexandre Furtado, sabe como é. "Só eu, minha mãe, e o Rodrigo Andretti, que está confeccionando a fantasia, sabem como é. Ela terá materiais muito diferenciados, vai ser estouro!", fala ela fazendo mistério.

A história de Valeska com o samba começou quando ela ainda estava na barriga da mãe. Moradores da zona leste de São Paulo, a família frequentava a quadra da escola Neném de Vila Matilde, e foi pela escola que ela desfilou pela primeira vez. "Quando a Marques de Sapucaí foi inaugurada no Rio de Janeiro, a escola de samba aqui de São Paulo que foi lá desfilar foi a Neném. Minha mãe estava grávida de mim essa época, e participou. Foi o meu primeiro desfile!", brinca Valeska.

Despertando para o samba
Quem vê a desenvoltura de Valeska, que já alcançou o posto mais alto e desejado do Carnaval como Rainha do Carnaval de São Paulo, em 2008, desacredita que ela, apesar de sempre ter frequentado quadras de escolas de samba, não era muito chegada à festa.

"Quando era pequena eu era muito tímida, não era muito chegada a essas coisas de desfile. Não gostava de fantasia, queria me esconder, não gostava de sambar. Não sei o que aconteceu na minha cabeça que mudei e acabei passando a frequentar os ensaios e não quis parar", conta Valeska que já desfila há mais de 10 anos.

Sem muito esforço
Com 1,70 de altura, Valeska não precisa se preocupar muito para manter o corpão que tem. Ao contrário de muitas mulheres que começam dietas para perder alguns quilinhos, na época do Carnaval ela come muito mais do que o costume. Como tem facilidade para perder peso e acaba secando durante os ensaios, a rainha intensifica o treino na academia, de duas vezes por semana, passa a ir todos os dias, e come um pouco a mais para manter o peso.

Sabendo da responsabilidade de estar à frente do coração da escola, Valeska toma cuidado para que tudo saia perfeito. "É um lugar muito visado, então tenho que estar me cuidando sempre, prestando atenção em tudo, para deixar todos satisfeitos. No dia do desfile eu descanso bastante, porque lá na hora tem que sambar do começo ao fim. Então fico tranquila durante o dia para fazer bonito, porque minha escola merece", diz Valeska.

A império de Casa Verde será a segunda escola à desfilar no Sambódromo do Anhembi, na sexta-feira, 17 de fevereiro.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade