publicidade
22 de janeiro de 2013 • 16h36 • atualizado em 23 de Janeiro de 2013 às 11h13

Índia Potira fala sobre corpo e Carnaval: está no meu sangue

Cinthia Santos é madrinha da escola
Foto: Fernando Borges / Terra
 

Madrinha de Bateria da Águia de Ouro, a atriz Cinthia Santos, a Índia Potira, da Escolinha do Gugu, já tem uma história longa com a comunidade. “Eu já sou da Escola há oito anos. Vim passando por etapas. Primeiro fui passista, depois musa e agora madrinha”, contou ela. O convite para assumir o posto de honra partiu da diretoria da Escola paulistana. “Sou totalmente integrada à comunidade, considero como minha segunda família. Conheço muitos por nome e eles me tratam com muito carinho”, afirmou.

Mesmo garantindo que o samba está em seu sangue, Cinthia vem encarando uma rotina especial para o desfile. “Estou com alguns treinos específicos e estou cuidando da alimentação. No final da preparação ficarei seis dias no Spa Med, em Sorocaba”, revelou.

Todos os domingos, após filmar a Escolinha do Gugu, com transmissão ao vivo, a atriz vai direto para o ensaio da Águias de Ouro, que acontece sempre às 20h. Cinthia ainda tem que conciliar os compromissos como madrinha às participações em outros programas de TV e suas atividades como empresária e apresentadora. “O Carnaval está no meu sangue”, justificou ela.

Cinthia afirma que nunca teve um amor de Carnaval e que suas melhores lembranças estão ligadas à sua Escola do coração. “Meu melhor Carnaval foi em 2009. Eu estava à frente da bateria e trouxe sorte, porque fomos campeões e subimos novamente para o Grupo Especial”, contou.

Apesar da prática na passarela do samba, Cinthia revela que ainda sente um frio na barriga toda vez que se prepara para entrar na avenida. “Mas quando começo a sambar tudo passa”, garantiu. Antes do desfile nada de exageros, a atriz consome apenas alimentos leves, frutas e muita água.

Quando o assunto é a fantasia, Cinthia faz mistério. “Como de costume isso é sigiloso. Vocês vão ver na Avenida”, afirmou.

Terra