Carnaval de São Paulo

publicidade
26 de janeiro de 2012 • 11h51

Rosas de Ouro

Foto: Orlando Oliveira / AgNews
 
Presidente:

Angelina Basilio

Carnavalesco: Jorge Freitas

Intérprete: Darlan Alves

Classificação em 2011: 8º Lugar

Componentes: -

Alas: -

Alegorias: -

Sinopse do enredo: Hungria, o reino dos Justus

Letra do samba:

O vento sopra magia,
Vem viajar na imaginação.
Era uma vez, um reino abençoado
Onde imperava a igualdade,
Justiça e liberdade

Em seus jardins, brotava a mais bela flor
E a rosa encantada, o lindo cenário enfeitou.
Às margens de um rio, o esplendor de um brasão
É meu orgulho, minha tradição
Sou mais um guerreiro nessa multidão.
As damas da corte num doce bailar,
Exuberância sem igual

Ao som de violinos
Um grande cortejo real
Hei de lutar por minha bandeiraE defender meu ideal,
Mas a tirania trouxe a invasão
Na luta do bem contra o mal

Buscando a felicidade,
A esperança cruzou o mar
E no Brasil, um ser de luz nasceu para brilhar
Um lindo conto assim se fez, JUSTUS o menino rei
Hoje¿ a sua história é inspiração,
Vou coroar essa conquista
Honrando as cores do meu pavilhão
É mais que um caso de amor
Rosas de ouro, razão do meu viver.
Trazendo a Hungria no coração
E o sonho de ser campeão!

Terra