0

De U2 a Bezerra da Silva, Marcelo D2 incendeia público

12 nov 2011
18h33
atualizado às 22h43
Fábio Santos
Direto de São Paulo

Aclamado pelo público do SWU, Marcelo D2 subiu ao palco Energia às 18h05 deste sábado (12). Ele foi um dos primeiros artistas a ver o espaço principal do evento tomado pelo público.Com a frase "Eu nasci no subúrbio do Rio de Janeiro", D2 subiu ao palco e, como costuma fazer, disse frases polêmicas sobre a legalização da maconha. "Lutamos pela legalização da maconha, pela liberdade de expressâo, o meu nome é Marcelo D2 e estamos aqui no SWU para fazer barulho".

Já com o sol indo embora, e com um vento bem agradável, a plateia cantou ao som dos principais músicas de D2. Logo de início, interpretou a música A procura da batida perfeita, grande sucesso de seu 2º álbum solo. Invocando sucessos do hip hop e do samba, o cantor conseguiu chamar boa parte do público para o palco Energia.

Cantando sucessos de sua carreira como A Maldição do Samba, A Arte do Barulho,

Cantor se apresenta no palco Energia do evento
Cantor se apresenta no palco Energia do evento
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra

Gueto

, Desabafo

e

1967

, D2 marcou a sua presença na primeira metade do show. Brindando a plateia com um copo de cerveja, o cantor agradeceu a presença da plateia. "Muito bom estar aqui. Aqui em cima tá bonito para c...", disse.

Já na segunda metade do show, D2 abriu espaço para o inseparável parceiro Fernandinho Beat Box, que levantou o público ao fazer os mais variados sons, da música eletrônica ao rock de Sunday Bloody Sunday, do U2. Na sequência, D2 emendou o grande sucesso de Bezerra da Silva, Malandragem dá um tempo, que foi cantada em coro pela plateia. Após a homenagem ao sambista, Marcelo D2 trouxe ao SWU os principais sucessos do Planet Hemp, sua antiga banda.

Queimando tudo e Mantenha o respeito incendiaram a plateia. Após reviver antigos sucessos, o músico começou a trazer vários convidados para o palco. Seu filho Stephan subiu ao Palco Energia e cantou a música que o consagrou: Eu e meu filho. Na sequência foi a vez de Helinho , integrante do grupo Ponto de Equilíbrio, entrar em cena e cantar a música Eu já sabia, ao lado de D2 e Stephan.

O próximo a subir ao palco seria Renato Venom, que não deixou a energia cair com C.B (Sangue Bom). Exaltando nomes do samba como Arlindo Cruz e Jovelina Pérola Negra, o cantor carioca via a noite cair cantando um de seus maiores sucessos: Qual é? - Quando o show parecia ter acabado, sobe ao palco o rapper paulistano Emicida, que já havia tocado no palco Energia.

Improvisando e levando o público ao delírio, D2 encerrou o show e deixou a platéia preparada para a sequência arrasadora com Damian Marley, Snoop Dogg, Kanye West e The Black Eyed Peas.

SWU - segunda edição de casa nova
Pioneiro no Brasil no formato festival + acampamento, o SWU ganha sua segunda edição. Em 2011, o evento acontece na cidade Paulinía, interior de São Paulo (125 km da capital), entre os dias 12 e 14 de novembro.O primeiro SWU aconteceu em outubro, na cidade de Itu, e reuniu nomes como Rage Against the Machine, Queens of the Stone Age, Kings of Leon e Linkin Park.

Assim como foi em 2010, o SWU se dividirá em quatro setores: dois palcos principais - Consciência e Energia, o New Stage e a Tenda Eletrônica. Neste sábado, sobem aos palcos montados no Parque Brasil 500 nomes como Damian Marley, Snoop Dogg, Kanye West e Black Eyed Peas. Entre os representantes brasileiros ainda estão Emicida, Marcelo D2 e Copacabana Club.

O domingo será marcado por uma miscelânea musical. Os palcos principais terão Zé Ramalho, Ultraje a Rigor, Tedeschi Trucks Band, Chris Cornell, Duran Duran, Peter Gabriel e Lynyrd Skynyrd. No New Stage, vale ficar atento aos brasileiros do Sabonetes e no grupo !!!. Quem também toca por lá é o Modest Mouse e a veterana e polêmica Courtney Love com o Hole.

O dia de encerramento do SWU promete ser memorável para os fãs do rock dos anos 90. Nos palcos principais se revezerão grupos como Sonic Youth, Primus, Stone Temple Pilots , Alice In Chains e Faith No More. Para os fãs do metal, o Megadeth também marcará presença. No New Stage vale ficar atento ao trio Ash, da Irlanda do Norte e ao grupo experimental canadense Crystal Castles. A banda de pop rock Simple Plan encerra as atividades do palco.

Fonte: Terra
publicidade