PUBLICIDADE

Depois de muita música e comida gigante, Caruaru encerra São João

2 jul 2012 19h06
Publicidade

A tradicional festa de São João de Caruaru, em Pernambuco, terminou nesse sábado (30) e já está deixando saudades entre os moradores da cidade e os turistas que vieram de todo o país para curtir um mês inteiro de folia. O ritmo oficial do mês de junho na região é o forró, mas tem lugar para todos os gêneros no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, o principal centro do São João de Caruaru. Com atrações que iam do tradicional Dominguinhos até a celebridade internacional Michel Teló, ninguém ficava parado ao longo dos shows. Fizemos um apanhado com tudo de mais legal que aconteceu no evento, para te deixar por dentro de tudo:

Michel Teló foi uma das principais atrações do São João deste ano
Michel Teló foi uma das principais atrações do São João deste ano
Foto: Paulo Roberto Filho / Especial para Terra

Infográfico: Alesado, gabiru, marretar: conheça o dicionário do nordestinês

Os shows

O momento mais esperado da festa era, com certeza, o de ver os principais ídolos cantando ao vivo, bem de pertinho. Artistas dos mais diferentes estilos lotaram o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga. Zé Ramalho, Chiclete com Banana, Elba Ramalho, Dominguinhos, Calypso e Michel Teló levaram o local a sua lotação máxima, 80 mil pessoas. Alguns já são velhos conhecidos dos caruaruenses, como o Chiclete com Banana. "Nós tocamos aqui desde 1986 e é uma honra imensa voltar e receber o carinho do público", afirmou Bell Marques, o vocalista da banda, ao Terra. Outros, como Michel Teló, estreavam na cidade. "Estou feliz por cantar pela primeira vez em Caruaru. Sempre tive o sonho de cantar no maior São João do mundo", disse Teló.

Luiz Gonzaga e Azulão foram os homenageados do São João desse ano e a maioria dos artistas não deixou a celebração passar em branco e cantou os principais sucessos dos mestres durante os shows.

As comidas gigantes

Como saco vazio não para em pé e nem consegue dançar, os forrozeiros não se distraíam na hora da fome. Nem dava para as delícias passarem despercebidas, já que o São João de Caruaru é conhecido pelas comidas gigantes desde que o maior cuscuz do mundo foi registrado no evento e entrou na edição nacional de 1996 do Guiness Book, o livro dos recordes. Este ano, teve quitutes como quarenta (espécie de canjica salgada, que é servida geralmente quente e acompanhada com bode ou galinha guisada) de 400kg e seis metros de comprimento e xerém (também é parecido com a canjica, só que ao invés de massa de milho, é utilizado milho granulado) de 350 kg.

A fogueira

Além das comidas gigantes, as festas juninas de Caruaru também são conhecidas pela fogueira de tamanho fora do comum. Este ano, a pira chegou aos 11m e foi construída sem que nenhuma árvore fosse derrubada, já que a lenha veio da poda das árvores da cidade. A tradição, que já dura mais de 35 anos, levou até um guindaste para o pátio do Convento dos Capuchinhos. A máquina era o único jeito de alcançar o topo da fogueira na hora de acendê-la.

A economia aquecida

Enquanto junho é sinônimo de farra para alguns, para outros é o momento de trabalhar muito e ganhar ainda mais. Ocupando 98% dos quartos de hotéis de Caruaru, os turistas devem ultrapassar os 1,2 milhões que foram para a festa em 2011. A previsão é de que os festejos juninos deste ano tenham movimentado R$ 200 milhões, já que forrozeiro também precisa dormir, comer e levar lembrancinhas para casa. Segundo o Sindicato dos Lojistas de Caruaru (Sindloja), 2,5 mil empregos temporários foram criados para a festa de 2012.

Fonte: Terra
Publicidade