0

Aos 75 anos, morre o diretor e ator Zózimo Bulbul

24 jan 2013
13h54
atualizado às 21h48
  • separator
  • 0
  • comentários

Aos 75 anos, morreu o diretor e ator Zózimo Bulbul. O artista será velado na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, no bairro da Cinelândia, das 15h às 20h desta quinta-feira (24). As informações foram confirmadas pela Câmara Municipal.

Zózimo teve importante participação no cinema e na televisão brasileira. Um dos principais atores do Cinema Novo, ele também foi o primeiro protagonista negro em uma novela do Brasil, quanto atuou em Vidas em Conflito (1969), da extinta TV Excelsior.

Presidente do Centro Afro Carioca de Cinema, Zózimo foi um importante fomentador da valorização da cultura afro descendente e da luta contra a desigualdade. Entre os filmes que dirigiu estão os premiados Alma no Olho (1973), Abolição (1988), entre outros.

Em 2010, a convite do presidente do Senegal, Zózimo dirigiu o filme Renascimento Africano, com o intuito de mostrar a realidade do país na comemoração de 50 anos de independência.

O Centro de Articulação de Populações Marginalizadas divulgou nota lamentando a morte do ator e cineasta, um dos contemplados em 2011 na última edição do Prêmio Camélia da Liberdade, concedido pela entidade. De acordo com a nota, Zózimo Bulbul manifestou grande emoção pelo reconhecimento de seu trabalho de luta contra o preconceito.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade