Famosos

publicidade
19 de março de 2011 • 13h02 • atualizado às 14h16

Após críticas, pai de Miley Cyrus se reconcilia com a filha

Billy Ray Cyrus voltou a defender a filha
Foto: Gary Gershoff / Getty Images
 

Billy Ray Cyrus, pai da cantora Miley Cyrus, se reconciliou com a filha famosa. Esta semana, ele defendeu a atriz, negando que ela tenha saído do Chateau Marmont bêbada, na semana passada. As informações são do Daily Mail.

A cantora foi fotografada um pouco desorientada, cobrindo os olhos, ao lado de uma amiga que parecia ampará-la. "Eu estava conversando com Miley na noite passada. Ela me mandou uma foto e parecia que ela estava chorando", disse o cantor, em entrevista ao The View.

"Perguntei e ela disse que era sobre uma foto, diziam que estava bêbada. Miley disse: 'papai, eu não estava. Eu tive uma reunião com o Dr.Luke e a equipe. Quando eu saí, eram tantos paparazzi que eu não conseguia ver. Por isso, cobri os olhos'", afirmou.

Billy Ray Cyrus disse que, após a conversa, sentiu que tinha sua filha de volta. "Senti que somos o pai e a filha de antes de Hannah Montana", afirmou.

O cantor, de 49 anos, estava distante de Miley durante alguns meses e até fez duras críticas ao seu comportamento. Irritada, a estrela teen passava boa parte do tempo com a mãe, de quem Billy Ray estava se divorciando, e dizia estar "machucada" e "brava" com os comentários do pai, que chegou a falar que perdeu o controle sobre a filha.

O cantor country também falou que decidiu se reconciliar com a mulher, Tish, com que é casado por 17 anos. Eles se separaram em outubro. "Quero minha família unida. As coisas estão melhores do que nunca", completou.

Terra