0

Ator de '30 Rock' cumpre promessa e visita centro gay em Nova York

17 jun 2011
21h26

Conforme prometeu no início da semana, o ator Tracy Morgan, da série de comédia 30 Rock, visitou nesta sexta-feira (17) um centro para homossexuais adolescentes sem-teto em Nova York, EUA. O encontro foi organizado pela Aliança Contra a Difamação de Gays e Lésbicas (Glaad) uma quinzena depois da apresentação em que ele contou piadas de forte conteúdo homofóbico em uma apresentação de stand-up realizada em Nashville, no Estado do Tennessee.

Morgan também anunciou que voltará à cidade onde ocorreu o episódio e garantiu um pedido de desculpas pessoalmente a todos os membros da plateia que se sentiram ofendidos com frases como, "se meu filho fosse gay, eu o esfaquearia", ditas por ele.

A presidente da Glaad, Jarret Barrios, elogiou a atitude do ator, afirmando ser importante conscientizar as pessoas em um Estado que continua aprovando leis anti-homossexuais. "Voltar ao Tennessee e se desculpar é um passo importante para Tracy mostrar que realmente entendeu o peso de suas palavras. É mais importante do que nunca fazer a população do Estado entender que não há espaço para a homofobia nem dentro, nem fora do palco".

O chefe de entretenimento da rede NBC, a produtora de 30 Rock, concordou com Barrios - "fico satisfeito em vê-lo se desculpar por suas observações homofóbicas" -, assim como Tina Fey, criadora, roteirista e atriz da série.

Tracy Morgan disse que esfaquearia seu filho se ele se revelasse homossexual
Tracy Morgan disse que esfaquearia seu filho se ele se revelasse homossexual
Foto: Divulgação
Fonte: Terra
publicidade