1 evento ao vivo

Conhecida por papeis fortes, atriz Nan Martin morre aos 82 anos

9 mar 2010
12h12
atualizado às 12h28
William Grimes

Nan Martin, veterana atriz de teatro, cinema e televisão cujos créditos na Broadway incluem J. B. e Under the Yum-Yum Tree e que interpretou a mãe esnobe de Ali McGraw em Goodbye, Columbus, morreu na quinta-feira em sua casa, em Malibu, Califórnia. Ela tinha 82 anos.

Nan Martin morreu aos 82 anos
Nan Martin morreu aos 82 anos
Foto: Divulgação

Martin ganhou ampla exposição pública no final dos anos 90, com seu papel recorrente como Mrs. Louder, a chefe zangada e malévola no seriado humorístico The Drew Carey Show.

Martin fez sua estreia na Broadway em 1950 em uma peça que não conquistou grande sucesso, A Story for a Sunday Evening. Depois, levou sua carreira adiante com participações em numerosos filmes e séries para a televisão, entre os quais The Twilight Zone e The Untouchables, e, no começo dos anos 60, se tornou membro regular do elenco nas montagens de Joseph Papp para o festival Shakespeare in the Park, um evento anual de verão em Nova York.

Martin conquistou uma indicação ao prêmio Tony por sua interpretação do papel de Sarah em J. B., um drama em verso escrito por Archibald MacLeish e montado pela primeira vez em 1958, sob a direção de Elia Kazan. Em Under the Yum-Yum Tree (1960), ela interpretava Irene Wilson, a divorciada que atrai por um breve momento o interesse amoroso do mulherengo protagonista interpretado por Gig Young.

Em 1976, Martin retornou à Broadway no papel de Mrs. Buchanan, em Eccentricities of a Nightingale, de Tennnessee Williams, uma versão reformulada de Summer and Smoke, peça anterior do dramaturgo. Em sua crítica da produção para o New York Times, Clive Barnes afirmava que Martin "brilha como uma cobra cravejada de joias, no papel da mão insuportável".

Nan Clow Martin nasceu em Decatur, Illinois, em 15 de julho de 1927, e se criou em Santa Monica, na Califórnia. Depois de fazer um papel em uma produção estudantil encenada pela Universidade da Califórnia em Los Angeles, na qual ela estudava em tempo parcial, e de trabalhar como modelo para o estilista Adrian, ela se mudou para Nova York.

Além de The Drew Carey Show, seus muitos créditos na televisão incluem participações em NYPD Blue e CSI: Crime Scene Investigation, e ela também trabalhou com frequência no cinema, em filmes como Toys in the Attic, For Love of Ivy e Shallow Hal, entre outros.

Os papeis maternos eram uma especialidade para Martin, na televisão e no cinema, e o mais memorável deles foi da Sra. Ben Patimkin, que trata Richard Benjamin, o pretendente de sua filha, com gélido desdém em Goodbye, Columbus (1969). Ela também interpretou a mãe de Freddy Krueger em A Nightmare on Elm Street 3: Dream Warriors (1987).

Mais tarde em sua carreira, Martin passou a trabalhar regularmente com a companhia de teatro South Coast Repertory, em Costa Mesa, Califórnia. Sua interpretação para o papel de Miss Helen em Road to Mecca, peça de Athol Fugard encenada em 1989, levou a um convite para que repetisse o papel, dessa vez contracenando com o autor, em uma temporada de três semanas no Kennedy Center, em Washington.

O primeiro casamento de Martin, com o compositor cinematográfico Robert Emmett Dolan, terminou em divórcio. Além do filho Casey, em Los Angeles, ela deixa o marido, Harry Gesner; o filho Zan Gesner, em Malibu; e três netos.

(Tradução: Paulo Migliacci)

The New York Times

compartilhe

publicidade
publicidade