2 eventos ao vivo

Enfermeira diz que não aplicou Propofol em Michael Jackson

26 ago 2009
11h34
atualizado às 11h36

Depois que o médico pessoal de Michael Jackson, Conrad Murray - única pessoa a estar com o cantor no momento de sua morte - disse à justiça americana que uma enfermeira poderia ter dado um coquetel do medicamento Propofol para Jackson, Cherilyn Lee, enfermeira do astro pop, contou ao site TMZ que nunca aplicou Propofol ou Diprivan em Jackson. O excesso de Propofol no organismo ocasionou a morte do cantor.

Lee contou ainda que encontrou Jackson em abril e disse que ele não tinha marcas de injeção pelo corpo naquela época - fontes do TMZ dentro do necrotério de Los Angeles disseram que Jackson tinha diversas marcas de agulha espalhadas pelo corpo.

Michael Jackson em foto de 2006
Michael Jackson em foto de 2006
Foto: Getty Images
Fonte: Redação Terra
publicidade