0

Ex de M. Jackson deve depor e dizer que cantor era viciado em remédios

25 jul 2013
10h57
atualizado às 11h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
A ex-mulher de M. Jackson, Debbie Rowe
A ex-mulher de M. Jackson, Debbie Rowe
Foto: Getty Images

Debbie Rowe deve dizer à Corte, durante depoimento no processo que a família do rei do pop move contra a produtora AEG Live, que Michael Jackson foi "secretamente" um usuário assíduo de remédios durante décadas. As informações são do The Sun.

Rowe, de 54 anos, foi chamada para depor pela AEG e dizer que ela sabia que Michael Jackson abusava de medicamentos controlados nos anos 80 e 90. Ela também dirá que não fazia ideia de que seu problema estava tão fora de controle.  

A enfermeira, que é mãe de Prince, 16 anos, e Paris, 15, vai contar que o médico Arnold Klein tinha ordens de aplicar Demerol e Vistaril todas as vezes que Jackson aparecesse em seu consultório. Enquanto isso, a mãe do rei do pop, 83 anos, alega que o filho estava doente e se sentindo pressionada com a turnê This Is It.

Katherine Jackson move uma ação contra a AEG para provar que a produtora foi negligente ao contratar o Dr. Conrad Murray e falhou ao não supervisionar os procedimentos do médico junto ao filho, que sentia muitas dores após os ensaios, por isso o uso de anestésicos.

Murray foi condenado a quatro anos de prisão por aplicar uma dosagem exagerada de Propofol em Michael Jackson, o que o levou à morte.

 

 

Veja também:

Carol Francischini treina na varanda de sua casa
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade