0

Família de M. Jackson diz que não procura se vingar de Conrad Murray

29 nov 2011
14h58
atualizado às 15h46

Durante o anúncio da sentença do Dr.Conrad Murray, nesta terça-feira (29), a família de Michael Jackson fez um pronunciamento. Eles foram representados por Brian Panish, advogado da família, que afirmou que eles não procuravam vingança.

"A Bíblia diz que homem não pode fazer justiça, apenas vê-la. É isso que queremos", disse Panish. No texto, eles também disseram que nada vai fazê-los superar a dor da perda de um ente tão querido quando Michael Jackson, que era um pai, irmão e filho muito amado.

A família Jackson também disse que continuaria seguindo os passos do rei do pop, que morreu no dia 25 de junho de 2009.

Murray, de 58 anos, foi apontado culpado por homicídio involuntário na Corte Superior do condado de Los Angeles no dia 7 de novembro, após julgamento que durou quase dois meses.

Considerado culpado pelo júri, Murray receberá sua sentença nesta terça (29)
Considerado culpado pelo júri, Murray receberá sua sentença nesta terça (29)
Foto: Reprodução
Fonte: Terra
publicidade