0

"Havia Propofol no quarto de Michael Jackson", diz segurança

29 set 2011
14h35

Primeiro a ser interrogado no terceiro dia de julgamento de Dr.Conrad Murray, Alberto Alvarez, segurança de Michael Jackson, disse nesta quinta-feira (29) que no quarto do cantor havia uma bolsa de soro com Propofol.

"Na bolsa de soro, presa no suporte, havia um frasco com um líquido leitoso", disse o segurança que ajudou a resgatar o cantor no dia 25 de junho de 2009. Perguntado se era um frasco de Propofol, o guarda-costas disse que sim.

Alvarez também contou à promotoria que Dr. Murray, enquanto tentava reanimar Michael Jackson, o pediu para chamar o resgate. "Ele disse para mim: 'Alberto, apresse-se. Nós temos que levá-lo ao hospital, chame uma ambulância'".

Ainda segundo seu relato, os filhos de Michael Jackson, Prince e Paris, chegaram no quarto do cantor e o médico pediu para não deixá-los verem o pai desacordado.

Terceiro dia de julgamento de Dr. Conrad Murray (foto) começou com depoimento do segurança Alberto Alvarez
Terceiro dia de julgamento de Dr. Conrad Murray (foto) começou com depoimento do segurança Alberto Alvarez
Foto: AFP
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade