Famosos

publicidade
18 de abril de 2011 • 15h07 • atualizado às 15h15

Jornal britânico diz que Madonna deixou a Cabala pela Opus Dei

Madonna teria deixado a Cabala pela Opus Dei
Foto: Getty Images

De acordo com o jornal britânico Daily Mirror, a cantora Madonna teria deixado a Cabala, filosofia de origem judaica da qual faz parte há anos, para integrar a Opus Dei, uma seita secreta da igreja católica que ficou popularizada após o livro Código Da Vinci.

O jornal diz que ela passou a sexta-feira (15) reunida com padres no centro de Londres. Ela teria deixado a Cabala após saber que parte da verba arrecadada para a ONG que possui no Malauí havia sido desviada. Dirigentes da organização eram também do Kabbalah Centre.

"Ela está interessada em explorar diferentes religiões. Madonna sempre teve curiosidade pela Opus Dei. Até agora, ela não é membro, está apenas tendo conversas informais", disse uma fonte ao jornal.

Ainda não se sabe se ela se desligou formalmente da Cabala. Há duas semanas, um relatório dizia que a instituição Raising Malawi havia arrecadado 2,4 milhões de euros para financiar uma nova escola no país, mas boa parte do dinheiro havia sido gasta em escritórios do Kabbalah Centre em Los Angeles. Os diretores envolvidos foram demitidos pela cantora.

Terra