Michael Jackson pode ser enterrado em Neverland

29 de junho de 2009 • 08h29 • atualizado às 08h52
Michael Jackson morreu após uma parada cardíaca Foto: Reuters
Michael Jackson morreu após uma parada cardíaca
27 de junho de 2009
Foto: Reuters

O cantor americano Michael Jackson poderia encontrar o descanso eterno no rancho de Neverland, um universo próprio que o "rei do pop" construiu para se refugiar do mundo adulto e onde a família estuda agora enterrar o artista.

Situado em uma zona vitivinícola do condado de Santa Barbara, ao sul da Califórnia, a propriedade foi o lar de Michael desde que a adquiriu, por US$ 28 milhões, em 1987 até o julgamento por abuso de menores que o artista enfrentou em 2005.

Apesar de que o tribunal ter no fim eximido o cantor dos crimes pelos quais era acusado, Michael nunca voltaria a residir em Neverland e se mudaria para o Barein, no Golfo Pérsico. A morte do artista, no entanto, trouxe a possibilidade de ele voltar a Neverland, um rancho que esteve a ponto de ser leiloado em 2008, devido à inadimplência do dono.

A companhia de investimentos Colony Capital, com a qual trabalha o senegalês Tohme Tohme, ex-representante e amigo de Jackson, entrou em cena naquela época e assumiu a hipoteca pendente de Neverland, estimada em US$ 24,5 milhões.

Fontes da revista The Hollywood Reporter afirmaram que Tohme propôs à família do artista transformar Neverland em um parque temático que honre a memória de Jackson e que se transforme em um lugar de peregrinação para fãs de todo o mundo, à imagem e semelhança do sítio Graceland, de Elvis Presley.

O plano de Tohme incluiria o enterro de Michael na propriedade, uma aspecto que vai além da mera vontade dos pais e dos irmãos do cantor, já que são necessárias permissões legais para transformar um jardim em um cemitério.

O site especializado em celebridades TMZ constatou que há discussões na família Jackson sobre qual será o futuro de Neverland, assim como sobre a organização do funeral do cantor.

Adeus ao rei do pop
Os rumores sobre a morte de Michael Jackson começaram a aparecer por volta das 13h (horário de Los Angeles), 17h em Brasília, da última quinta, 25 de junho, quando uma ambulância foi chamada para socorrer o cantor em sua casa, no bairro de Bel Air. Momentos depois da chegada de Jackson ao UCLA Medical Center, o site de celebridades TMZ publicou a notícia de que o cantor havia morrido. A morte de Jackson só foi oficialmente divulgada por volta das 15h (19h em Brasília). O tenente Fred Corral, porta-voz do instituto médico legal da cidade, disse à rede de televisão CNN que Jackson foi declarado morto às 14h26 (18h26 em Brasília).

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »