inclusão de arquivo javascript

 
 

Rogério Cardoso também destacou-se como compositor

24 de julho de 2003 13h51 atualizado às 17h27

O ator Rogério Cardoso. Foto: Divulgação

O ator Rogério Cardoso
Foto: Divulgação

Além da TV, teatro e cinema, o ator Rogério Cardoso, que morreu na manhã desta quinta vítima de um enfarto fulminante, também destacou-se como compositor de músicas de sucesso.

No início da carreira, ele interpretava canções e contava piadas na Rádio Clube de Mococa, no interior de São Paulo, sua cidade natal. Depois, começou a compor músicas que chegaram a ter mais de uma gravação, com destaque especial para Pequeno Mundo, com mais de 15 gravações.

Entre as composições de Rogério Cardoso estão:

Noite Azul, gravada por Guido Miyoshi (parceria com Carlos Armando).
O bicho papão, gravada por Moacyr e Luciene Franco.
Decisão, gravada por Moacyr Franco.
Tempo de sonhar, gravada por Moacyr Franco (parceria com Moacyr Franco).
Balada do Amor Distante, gravada pelo Duo Guarujá.
Maria de Lourdes, gravada por Roberto Barreiros.
Manhã de amor, gravada por Roberto Amaral.
Tutu na mão do menino, gravada por Moacyr Franco e Guto (parceria com Canarinho).
Pequeno Mundo, mais de 15 gravações dentre as quais: Moacyr Franco e Guto, Silvio Santos, José Luiz, As Melindrosas, A Patotinha, Bozo.
Depois de tudo, gravada por Moacyr Franco (parceria com J. Miranda e Canarinho).
Balada para um louco, gravada por Moacyr Franco.

Redação Terra