inclusão de arquivo javascript

 
 

"Eu sei ser bem sensual", diz Wanessa Camargo

25 de novembro de 2003 16h45 atualizado às 16h52

Wanessa Camargo surpreende com look sado e olhar para lá de sensual . Foto: Divulgação

Wanessa Camargo surpreende com look sado e olhar para lá de sensual
Foto: Divulgação

Com visual sado e esbanjando sensualidade, Wanessa Camargo é a capa da VIP de dezembro. A cantora literalmente vai "maltratar" os marmanjos com as fotos feitas pelo renomado J. R. Duran.

Do alto de seus 20 anos a cantora garante que sae como provocar. "Eu sei ser bem sensual", diz. O resultado positivo das fotos também tem explicação. "Me sento naturalmente mais sexy na hora de fotografar". Confira a entrevista com a musa Wanessa Camargo

Como foi se vestir com essas roupas de couro, essas botas enormes, e subir numa supermoto para o ensaio? Você se sentiu uma mulher sexy?
Eu me acho muito menina na vida real. Nas fotos, posso brincar um pouco de ser mulher, de deixar a imaginação voar. Por isso, acabo me sentindo naturalmente mais sexy na hora de fotografar. E o Duran (J.R., fotógrafo) também ajuda você a se sentir sensual, ele deixa você se achando o máximo. É a quarta vez que faço fotos com ele, a gente já tem uma cumplicidade que ajuda. Combinei que só vestiria o que me deixasse à vontade. Não quis, por exemplo, estar com o bumbum muito exposto em alguma foto.

Em algumas fotos, você encarnou uma dominadora. Essa personagem caiu bem?
Gosto de mulheres com atitude, e a personagem da dominadora tem muita atitude. Ela gosta de dominar, eu também, assim como gosto de ser dominada. Acho que tudo tem de ter o seu equilíbrio.

Você é do tipo que manda nos namorados?
Não, eu não gosto de mandar simplesmente. Talvez eu tenha sido um pouco mimada para namorar, aquela coisa de achar que tudo tinha de ser do meu jeito, sem ceder. Agora já aprendi a ceder na marra, sei muito mais e curto namoros equilibrados. Mas sempre digo o que penso e o que me incomoda. Se não estiver gostando de alguma coisa, eu vou falar.

Você ficou preocupada com o que iria ao ar durante as gravações do Família MTV?
Não, foi tudo muito tranqüilo. Teve gente que gostou. Outros falaram que eu como demais ou que durmo demais. Durmo mesmo, trabalho até de madrugada em estúdio. Aquilo ali foi só uma semana da minha vida, um pedaço, e algumas coisas realmente não foram ao ar porque eram muito íntimas.

Muita coisa foi vetada?
Poucas. A imagem de pessoas que têm contrato de exclusividade com outras emissoras e não podiam aparecer, algumas conversas no telefone, muito por causa da pessoa que estava falando comigo, e, obviamente, quando eu trocava de roupa não deixava nada aparecer. A Britney Spears se reposicionou no mercado recentemente como mulher sensual, com fotos só de calcinha e beijo na boca da Madonna.

Você vê a sua carreira em sintonia com essa mudança?
Não tenho alguém que me diga o que fazer ou como devo aparecer. Tudo o que acontece comigo é supernatural. Essa mudança é uma coisa espontânea minha. Estou virando mulher, faço 21 anos daqui a dois meses e estou procurando cantar músicas mais maduras. É natural que seja diferente do que era aos 17, quando comecei, achando que todo mundo era legal, que ninguém era falso. Ainda estou me formando como pessoa, pensando sobre o que é certo ou errado. As pessoas estão acompanhando isso, e vai ser normal essa mudança de atitude.

Mas posar nua para a Wanessa está fora de cogitação? Papai não deixa?
Completamente fora de cogitação. O meu pai fala as coisas para mim, mas sabe que eu tenho minhas opiniões e respeita. Se eu dissesse para ele que quero posar, ele respeitaria. Ia dizer: "Não gosto, não acho legal, mas o que eu posso fazer? Vou prender você em casa?" E eu sou bem teimosa: se encucar com alguma coisa e achar que estou certa, é difícil tirar da minha cabeça. Mas realmente não sinto a mínima vontade, acho que não vai acrescentar nada ao meu trabalho e não preciso da grana. Meu tesão é gravar, fazer show, não tenho a vontade ou a vaidade de me ver nua. Fora que eu ia ficar superconstrangida.

Que papo é esse de a sua mãe, Zilú, estar policiando a influência que a Marlene Mattos tem sobre você e os rumos da sua carreira?
(Surpresa) Imagina! Minha mãe continua sendo minha empresária. A Marlene se tornou uma grande conselheira. Eu e minha mãe a respeitamos demais.

Pelas fotos das revistas de celebridades, você anda bem baladeira, né?
Estava, há dois meses, mas isso causou muita exposição. Não me deixavam em paz um segundo. Preferi me retirar um pouco. Hoje estou numa fase caseira.

O que você pensa quando pega a lista da VIP das 100 Mulheres Mais Sexy do Mundo e se vê lá?
Queria muito me achar tão sexy assim, juro.

Você não se acha sexy?
Eu acho que não exalo sensualidade, mas, quando quero, sei ser bem sensual.

E você anda querendo muito ultimamente?
Ultimamente ando sem querer muito, porque estou superatolada de trabalho, sem conseguir sair, ver os amigos e curtir uma vida mais social.

O que te faz desejar estar com um homem?
Gosto daqueles que fujam do comum e que falem a verdade sempre, mesmo quando é dolorida de ouvir. E, claro, que sejam muito bem-humorados e carinhosos. Bem carinhosos. Olha lá minha carência de novo (risos)!

"Sexo faz bem pra pele." Você disse mesmo isso?
Falei...Por isso, hoje estou com a pele ruim (risos)!

Que valor você atribui ao sexo?
(Toda romântica) Fazer amor com alguém é íntimo demais. É uma espécie de fusão de corpos, de almas. E deixa as pessoas mais bem-humoradas!

Sexo sem compromisso, então, nem pensar?
Na minha vida, não cabe. Não consigo beijar alguém por beijar. Tem de ter envolvimento. Tem de ter aquele desejo, aquela paixão. É tão gostoso ter alguém por quem você está apaixonada, crescer na relação, trocar experiências. Essa coisa de "Estou com vontade e pronto" não funciona comigo.

Por falar em sexo, como foi a reação da sua família àquela entrevista nas páginas amarelas da Veja, em que você assumia, para o Brasil inteiro, não ser mais virgem?
Fiquei muito mais tensa que a minha família, mas meu pai se mostrou um grande amigo: "Ah, Wanessa, eu já sabia. Mas toma mais cuidado com as suas declarações, né?" Por um lado foi bom: nunca mais tive de responder àquela pergunta pentelha: "Você é virgem?"

Redação Terra