inclusão de arquivo javascript

 
 

Bianca Castanho analisa sua personagem cega

13 de março de 2005 11h52

Bianca Castanho quer montar uma peça após a novela  Esmeralda. Foto: Divulgação

Bianca Castanho quer montar uma peça após a novela Esmeralda
Foto: Divulgação

Bianca Castanho estava tão à vontade com a cegueira de sua personagem, a protagonista de Esmeralda, do SBT, que andou estranhando as primeiras cenas nas quais a mocinha volta a enxergar.

De vez em quando, ela ainda se surpreende olhando para o nada. Ou vê a cena ser interrompida para o diretor lembrar: "Bianca, não precisa andar se apoiando nas coisas."

Satisfeita com o trabalho, a atriz credita o estranhamento ao empenho na construção da personagem. "Fiz tudo o que podia para me preparar. Mas gostei do resultado. E as pessoas também", valoriza Bianca, que recebeu elogios dos funcionários que trabalham com os cegos da Fundação Lara Mara, em São Paulo, onde fez laboratório antes do começo das gravações.

Em sua segunda protagonista no SBT - a primeira foi em Canavial de Paixões -, Bianca tem se sentido bem mais cansada com o intenso ritmo de gravações da emissora. No começo, os esforços eram dobrados. "É muito difícil interpretar sem olhar no olho da pessoa. Afinal, contracenar é isso", justifica Bianca.

Mas o trabalho também trouxe conseqüências mais "doloridas". Em uma das primeiras cenas da personagem na cachoeira, sem poder olhar onde pisava, a atriz levou um tombo daqueles. Nada que diminua, no entanto, sua satisfação. "Minha preocupação era não fazer uma cega caricata. Acho que consegui", aposta.

Nome: Bianca Castanho Pereira
Nascimento: Em 25 de janeiro de 1979, em Santa Maria/RS
Primeira aparição na tevê: No episódio Plano B, do Você Decide, em 1998
Momento marcante: A estréia em novelas, em Terra Nostra, em 1999. "A Florinda era um papel ótimo e o Jayme Monjardim acreditou muito no meu trabalho"
Personagem dos sonhos: "Não tenho nenhum específico. Mas gosto que sejam diferentes uns dos outros"
Com quem gostaria de contracenar: "Sonhava contracenar com o Raul Cortez e matei meu desejo na peça Rei Lear. Agora falta a Fernanda Montenegro"
Atuação inesquecível: Al Pacino em Perfume de Mulher
Ator: Raul Cortez e Al Pacino
Atriz: Fernanda Montenegro
Ao que gosta de assistir na tevê: Novelas
Ao que não assiste: "Programas apelativos"
O que gostaria que fosse reprisado: A minissérie Anos Dourados
Livro de cabeceira: Mulher no palco, de Lya Luft
Vídeo de cabeceira: Perfume de Mulher, de Martin Brest
Qualidade: "Sou muito determinada"
Defeito: Perfeccionismo
Mania: "Leio jornal de trás para frente"
Se não fosse atriz: "Teria terminado o curso de Fonoaudiologia"
Projeto para o futuro: "Fazer cinema e, assim que terminar a novela, montar uma peça"

TV Press