inclusão de arquivo javascript

 
 

Flávia Monteiro é a estrela da Playboy de maio

08 de maio de 2005 00h00

Flávia Monteiro demorou para aceitar o convite da  Playboy. Foto: Luis Crispino/Playboy/Divulgação

Flávia Monteiro demorou para aceitar o convite da Playboy
Foto: Luis Crispino/Playboy/Divulgação

A edição de maio da Playboy chega às bancas de todo o país a partir do dia 10, e traz na capa a atriz Flávia Monteiro. Aos 32 anos, com 1,60m de altura, 46kg de peso, 86cm de busto, 62 de cintura e 86 de quadril, Flávia já havia recusado outros convites da publicação. "Só agora eu me senti preparada para fazer. Estou em outro momento da vida e da carreira. Estou me sentindo mais madura, segura e pronta", confessa.

Fotos de Flávia na revista

Ela decidiu sozinha aceitar o convite, como conta: "Tudo na minha vida quem decide sou eu e assumo todas as responsabilidades pelas minhas escolhas, mas é claro que antes das decisões, acho importante discuti-las com as pessoas em que confio, até mesmo para ter certeza absoluta de que eu estou certa daquilo".

E completa: "Estar solteira nesse momento tão importante da minha vida, com tantas mudanças e tanto trabalho, é muito bom. Não corro o risco de ciúmes, preconceito e problemas com quem amamos, assim posso me dedicar intensa e exclusivamente à minha vida e carreira".

Flávia cuida do corpo, super em forma, com o acompanhamento de seu personal trainer Guilherme Linhares. "Faço ginástica e musculação com o Guilherme e corro durante 40 minutos 3 vezes na semana. No final dos exercícios faço um bom alongamento", revela.

Com relação à dieta alimentar, é orientada pelo Dr. Oswino Penna e conta: "A minha alimentação é a base de carne branca, legumes, verduras e uma fruta, sempre me alimentando de 3 em 3 horas. Opto sempre pelos produtos light, desnatados e integrais".

O ensaio, de 18 páginas mais o pôster, foi realizado por Luis Crispino e buscou inspiração no filme Dogville. Durante dois dias, o palco de um teatro em São Paulo, com poucos elementos de cena, foi utilizado como locação.

Apenas um espelho, uma janela de madeira suspensa, um sofá ou uma penteadeira, formam ambientes, além disso, revistas e livros antigos, perfumes e taças foram utilizados, tudo com luz de cinema para dar mais requinte ao trabalho.

E Flávia garante que adorou ter feito o ensaio: "Eu amei! Foi muito divertido e prazeroso. É claro que o fato de estar no palco ajudou muito, por isso a minha escolha de fazer em um teatro. Não posso esquecer que sou uma atriz e não há lugar onde a gente se sinta mais em casa e segura do que no palco, onde podemos tudo, não existe preconceito, vergonha, insegurança ou medo, e é onde podemos arriscar e enlouquecer sem problemas e críticas".

Com relação ao resultado do trabalho ela comemora: "Estou muito satisfeita. As fotos ficaram bonitas, elegantes e diferentes. O Crispino é um fotógrafo muito talentoso, elegante e, principalmente, muito sensível e isso faz toda a diferença".

Flávia iniciou sua carreira artística pelo cinema, ao lado de Reginaldo Faria, estrelando o longa A Menina do Lado. Depois disso, começou no teatro com o musical infantil Desenhos Animados, e atuou em Os Sete Gatinhos, O Mercador de Veneza, O Fiel Camareiro, entre outros.

A estréia na TV veio com a novela Vale Tudo (Globo), seguida de Pantanal (Manchete), Salomé (Globo), Éramos Seis (SBT), Sangue do Meu Sangue (SBT), Brava Gente (SBT), o grande sucesso Chiquititas (SBT) e Kubanacan (Globo).

Em 2002, protagonizou o musical Frisson, ao lado de Françoise Forton e Cláudio Lins. Em 2004, esteve em cartaz com a peça A Presença de Guedes, de Miguel Paiva, ao lado de Angela Vieira, sob direção de Irene Ravache e fez assistência de direção e participação no filme O Gatão da Meia Idade de Miguel Paiva.

Agora ela prepara a sua volta para a TV, acaba de assinar contrato com o SBT e começa a gravar no início do mês, como uma das protagonistas, a novela Os Ricos Também Choram. "Faço a filha da Françoise Forton. Isso é tudo que sei por enquanto", adianta.

Redação Terra