inclusão de arquivo javascript

 
 

Fiorella Mattheis não se intimida com audiência de 'Malhação'

27 de maio de 2007 13h12

A atriz Fiorella Mattheis interpreta Vivian em Malhação. Foto: Luiza Dantas/TV Press

A atriz Fiorella Mattheis interpreta Vivian em Malhação
Foto: Luiza Dantas/TV Press

Fiorella Mattheis sabe que ainda não está pronta para seguir a carreira de atriz, mas se esforça para melhorar a cada dia. Desde que estreou interpretando a perversa Vivian em Malhação, a jovem dedica quase todo o seu tempo ao estudo do texto ao lado de Andréa Cavalcante, a "coach" contratada pela emissora.

» Veja a foto ampliada!
» Leia o resumo de Malhação

O excesso de disciplina se explica: além de nunca ter estudado interpretação antes, todo o elenco foi chamado para uma reunião recentemente para avaliar os resultados da temporada. O "folheteen" da Globo, que já chegou a dar 42 pontos de pico de audiência na época da Vagabanda, teve média de 24 pontos em março e 27 em abril. "É claro que me preocupo, mas não me cobro demais. Faço a minha parte me empenhando. Quem me convidou sabia quais eram os meus limites", esquiva-se.

Modelo desde os 14 anos, Fiorella nunca tinha pensado em ser atriz de televisão até o fim do ano passado, quando foi convidada para fazer uma novela para uma operadora de telefonia móvel.

A primeira coisa que Fiorella fez quando acabaram as gravações foi deixar um vídeo no banco de talentos da Globo, mas nem foi preciso esperar muito. Depois que fez seu cadastro, resolveu lanchar na praça de alimentação que os funcionários da emissora freqüentam e foi abordada pelo diretor Ricardo Waddington. "Do nada ele me perguntou se eu queria um papel e eu disse que sim. Aí fiz um teste e no mesmo dia confirmaram minha contratação", conta a menina sortuda.

Quando descobriu mais detalhes de sua personagem, acabou se surpreendendo. É que quando a mãe de Fiorella tentava dar força para a filha ingressar na televisão, a única coisa que passava pela cabeça da modelo era interpretar uma vilã. Tudo porque, quando assistia às novelas da Globo, sempre ficava mais atenta às atitudes das personagens más. "No início, me inspirei na Laura de Celebridade", conta.

"Fazer vilã é bom porque eu extravaso nas cenas de raiva", opina. Segundo a atriz, todo mundo tem vontade de ser mau de vez em quando. Para se preparar antes de gravar suas cenas, Fiorella chega a marcar encontros com a "coach" Andréa Cavalcante às 7 horas da manhã, na casa da professora. Entre os exercícios e as gravações, a atriz chega a gastar 14 horas do seu dia.

Fiorella tem contrato com a Globo até janeiro, mas torce para ser convidada para algum outro projeto no final da temporada de Malhação ou até mesmo estender sua participação na produção. Mesmo com os resultados abaixo do esperado, a jovem acredita que a direção está de olho em quem está ou não se esforçando para reverter esse quadro. E em nenhum momento a atriz esquece que parte desses números talvez reflita a inexperiência do elenco, quase que inteiro de novatos. "A gente sabe que erra. Mas é importante avaliar quem está buscando uma melhora e quem está se acomodando. Acho que a equipe toda percebe isso", observa.

Antes de estrear como atriz, Fiorella experimentou outra área da televisão: a de apresentadora. Ela comandou o Rolé, da SporTv. Na época, já encarou a tarefa como uma espécie de adaptação a uma nova vida, já que nunca se imaginou seguindo a carreira de modelo por muito tempo. As gravações eram sempre em viagens, o que permitia conciliar as duas profissões. Mas o sonho principal de Fiorella já era outro: se tornar uma atriz de cinema internacional. "Não sei explicar de onde vem essa paixão. Sou cinéfila mesmo, assisto a tudo que está em cartaz. Quero chegar aos 30 com essa meta atingida", revela.

Mundo a fora
Nascida e criada em Petrópolis, na região serrana do Rio, Fiorella começou na carreira de modelo depois que foi finalista de um concurso da agência Elite. Mal começou a se destacar, se mudou para São Paulo com a mãe. Foi a partir dessa mudança que a menina de 1,74 m e 55 quilos conquistou fama e sucesso no mundo da moda internacional.

Dos quinze aos 17 anos, morou no Japão, em Hong Kong e em alguns países da Europa. Mesmo com a agenda de compromissos sempre cheia e o futuro promissor, começou a investir na carreira de apresentadora quando recebeu o convite para o Rolé. "Eu ia começar a faculdade de jornalismo, mas entrei em Malhação. Gosto de trabalhar na tevê, mas prefiro ser eu mesma na frente das câmaras", diz.

A intenção de Fiorella é chegar a apresentar algum programa na própria Globo. Para isso, já está fazendo seus contatos e se mostrando aberta a novas possibilidades na emissora. Mas antes, pretende se firmar como atriz. "Comecei crua, mas estou fazendo um 'intensivão' com a preparadora de elenco e a fonoaudióloga da emissora. Aos poucos, vou mostrando meu potencial", valoriza-se.

Instantâneas
# Fiorella largou a carreira de modelo, mas não deixou de modelar. Agora, disputa as vagas para campanhas realizadas com atrizes. "Tenho de saber direcionar meu trabalho", explica.
# A atriz não revela valores, mas confessa que ganhava mais dinheiro quando trabalhava para marcas famosas fora do país. Mesmo assim, desistiu de tudo pela carreira de apresentadora e atriz. "Quero pensar no futuro. Viver o hoje não me basta", filosofa.
# O cabelo louro e os olhos azuis de Fiorella vêm da família, quase toda alemã.
# Antes de integrar o elenco de Malhação, Fiorella era fã da trama. Isso em 1999, quando Mário Frias, Priscila Fantin, Samara Felippo e Roger Gobeth faziam parte do elenco.

TV Press