inclusão de arquivo javascript

 
 

"Páginas da Vida": depoimento faz mulher perder emprego

28 de agosto de 2006 16h27 atualizado às 21h09

Nelly da Conceição, 68 anos, protagonista do polêmico depoimento dado no final de um capítulo da novela Páginas da Vida, da Rede Globo, em julho, afirmou, em entrevista ao programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, que perdeu o emprego por causa de sua declaração.

Manoel Carlos pede desculpas por depoimento de espectadora
Tecle sobre o assunto

Nelly, que é empregada doméstica, contou no depoimento como foi a sua descoberta do prazer aos 45 anos. Usando vocabulário simplório e direto, ela chocou o País.

"Eu realmente falei aquilo, mas me arrependo porque não sabia que ia dar essa confusão", afirmou Nelly, em entrevista a Sônia Abrão. "Eu falei de toda a minha vida, do meu sofrimento, do meu trabalho, dos meus filhos e, no final, só saiu aquilo".

"Eu sou pobre, mas não sou burra", disse Nelly, ao contar que sua patroa disse que ela só poderia voltar ao emprego em janeiro do ano que vem. "Eu não tenho como comprar comida, porque não tenho como ganhar dinheiro", completou.

O advogado que vai entrar na Justiça com um pedido de indenização para Nelly afirma que o depoimento foi "lamentavelmente" editado. "Assumimos a causa da dona Nelly para reparar o que foi feito a essa mulher do povo", disse o advogado.

Críticas
Para Nelly, o autor de Páginas da Vida, Manoel Carlos, deveria ter cortado o seu depoimento e não ter deixado o trecho ir ao ar. "O Manoel Carlos viu, como dizem, e achou que não ia ter repercussão? Pelo amor de Deus, ele é uma pessoa educada", disse Nelly.

"Se ele viu aquilo tudo e achava que podia cortar algumas palavras, porque ele não cortou?", afirmou Nelly sobre Manoel Carlos.

Redação Terra