0

Site muda nome de Antonio Fagundes e ator fica revoltado

13 jan 2010
09h04
atualizado às 09h26
BEATRIZ MOTA

Antonio Fagundes vive uma crise de identidade. E a fase não se deve à chegada dos 60 anos ou à dupla vivência em cena -ele é o viúvo Edward Carr no monólogo Restos, com estreia nesta quarta (13), às 21h30, no Teatro dos Quatro, Rio de Janeiro, e Leal, protagonista de Tempos Modernos, nova novela das 19h. O que está causando a turbulência de personalidade no ator é a danada da Internet. Mais propriamente, o site Wikipedia, uma espécie de enciclopédia online.

"Eu nunca vi o meu perfil, mas sei que o meu nome lá estava errado. Aparecia como Antonio José e não sou Antonio José. Não tem quem acabe com isso. Sempre vai ter um bobão que vai botar assim de novo. Eu estou quase mudando o meu nome. É mais fácil do que mudar essa porcaria", desabafa o ator, narrando as consequências da invenção: "Outro dia, a TV Globo me fez uma homenagem. E botaram meu nome como Antonio José. Eu disse: 'Mas vocês têm aí um contrato meu com o nome certo, gente'. Recebi também uma homenagem de cinema, em que os caras imprimiram um livro lindo com meu nome errado. Isso não é homenagem, é ofensa".

Apesar de se declarar um "analfabyte" e afirmar que não fez qualquer pesquisa prévia sobre a aura tecnológica que envolve seu personagem em 'Tempos Modernos', Fagundes apresenta conhecimento apuradíssimo do inimigo: "Temos 65 milhões de pessoas que usam a Internet. Mas quantas delas vão ao teatro, ao cinema, compram um livro, ouvem um disco? A Wikipedia é o 17º lugar no ranking de visitação de sites e a Enciclopédia Britânica é 5.128. Aí se vê que essa Internet é mesmo uma porcaria!", diz, revoltado, embora o site já tenha feito a correção.

O radicalismo do ator amansa um pouco quando o objetivo é divulgar o teatro. Produzido por sua filha Diana Fagundes para a rede, o making of de Restos pode ser encontrado no YouTube. É só procurar por Antonio (sem José!) Fagundes.

Antonio Fagundes se irrita com nome errado
Antonio Fagundes se irrita com nome errado
Foto: Fábio Guinalz / AgNews
Fonte: O Dia

compartilhe

publicidade
publicidade