2 eventos ao vivo

"Erámos uma banda horrível antes de Bert", diz baixista do The Used

5 out 2012
16h23
Rafael Machtura

Uma das bandas expoentes do emocore dos anos 2000, o The Used não teria alcançado sucesso sem o vocalista Bert McCracken. Quem afirma isso é o baixista do grupo, Jeph Howard, que em testes em sua casa sofreu para achar um cantor que representasse o som da banda na início da carreira. A banda, formada em 2001 em Orem, no estado norte-americano de Utah, vem ao Brasil pela segunda vez, abrindo os shows do Evanescence pelo País. Neste sábado (7), as apresentações no HSBC Arena, no Rio de Janeiro, terão transmissão exclusiva do Terra.

"Nós erámos uma banda horrível antes do Bert", contou Jeph ao Terra. "Nós não tínhamos um cantor e estávamos escrevendo músicas quando criamos Maybe Memories, que está no nosso primeiro disco (The Used, de 2002). Nós anunciamos a vaga no jornal e estávamos testando vocalistas com essa música. O problema é todo mundo estava tentando soar igual a outros cantores, posso nomear milhares deles aqui, e nós não queríamos isso. Estávamos tentando soar como nós mesmos. Então Quinn (Allman, guitarrista do grupo), sugeriu Bert, que já conhecíamos de outras bandas locais, mas sabíamos que ele usava drogas. Mas Quinn ligou mesmo assim e ele disse que havia parado de usá-las e o chamamos para um teste na minha sala. Nós colocamos ele para cantar Maybe Memories e aquilo foi insano! Ele sabia exatamente onde queríamos ir, exatamente como queríamos soar e ele simplesmente carregou nossa banda até onde estamos", explicou, empolgadamente, o músico.

Em sua segunda turnê no Brasil, o The Used abriu o show do Evanescence na última quinta-feira (4), em Porto Alegre, missão que ainda terão no Rio de Janeiro, no próximo sábado (6), e em São Paulo, no domingo (7). Depois de passar por Chile e Argentina, o grupo volta ao País para shows em Recife (11) e Fortaleza (13), também ao lado de Amy Lee e sua turma.

Mas abrir para uma banda de estilo completamente diferente de sua música não deixa o grupo receoso com a hospitalidade do público? Não para Jeph. "Sim, tocamos outro som, mas acho que vamos arrebentar juntos. As pessoas que gostam de música gostam de ver diferentes tipos de música. Quando você vai a um show ou festival que toca o mesmo tipo de música você fica de saco cheio depois de um tempo".

Outro fato que deixa o músico ainda mais tranquilo é a reciprocidade do público da América do Sul, que Jeph classificou como "entusiasmado". "A primeira vez que tivemos aqui, em 2007, foi uma das turnês mais empolgantes que já tivemos porque os brasileiros amam música. Sabe, já tocamos em diversos lugares que as pessoas não prestam atenção, não expressam nada. Foi um dos shows mais incríveis que tivemos em muito tempo, por isso não vejo a hora de sentir isso de novo", contou o "fã de Sepultura desde criancinha".

O quarteto formado por Jeph, Bert, Quinn e o baterista Dan Whitesides vem ao País para divulgar Vulnerable, quinto álbum do grupo, lançado em março deste ano, e o primeiro sob o selo da própria gravadora da banda, a Anger Music Group. "Nós precisávamos de uma gravadora que se importasse conosco, que nos forçasse a fazer melhores músicas, ser uma banda melhor. E as pessoas que estavam nos ajudando antes não estavam fazendo isso para a música, mas para eles mesmos", disse o músico sobre a Warner, que mantinha o grupo em seu catálogo por meio da gravadora Reprise. "Então, começamos a Anger Music e a Hopeless Records veio para nos ajudar a distribuir o disco. E foi uma ajuda incrível".

Independentes, Jeph diz que o novo trabalho é "nada mais do que positividade". "Nosso último disco (Artwork, de 2009) era emocionalmente raivoso e esse álbum é completamente o oposto. Uma vez que você chega ao fundo do poço, você tem que se levantar e esse disco é sobre se erguer, sair do buraco; é sobre positividade, nada mais do que isso", explica.

O fundo do poço talvez tenha sido os problemas que o vocalista Bert teve com as drogas, como em 2004, quando sua namorada morreu de overdose grávida de seu filho. "Eles está limpo hoje. Ele parou com todas essas drogas destrutivas. Ele até parou de beber recentemente, porque percebeu que o álcool era o maior dos problemas. Agora ele está limpo e só se importa com a música, em estar bem para as turnês".

Turnê que segue para a Cidade do México, logo após os shows na América do Sul, e depois para Europa. Além disso, The Used se prepara para lançar o primeiro DVD, esperado para o fim do ano. "Vai ser um trabalho que passa por toda nossa carreira. Tem imagens de 12 anos atrás, imagens de ontem e vai mostrar como chegamos aqui, de onde viemos e onde estamos hoje".

Terra Live Music
Evanescence e Robert Plant são, respectivamente, a quarta e quinta atrações confirmadas para a plataforma interativa Live Music Rocks, realizada em parceria entre Terra e XYZ Live. O show da banda da cantora Amy Lee acontece no dia 6 de outubro. Já a apresentação do lendário vocalista do Led Zeppelin será realizada no dia 18 do mesmo mês. O projeto anual, que já recebeu em 2012, além dos shows do Maroon 5, Keane e Javier Colon, apresentações de Morrissey e Noel Gallagher, traz ao Brasil nomes importantes do cenário da música internacional.

Já a plataforma Terra Live Music, que engloba todos os shows transmitidos ao vivo pelo Terra, no último ano trouxe de graça via web apresentações de artistas como Paul McCartney, que atraiu audiência de 1,5 milhões de pessoas em toda a América Latina. Este sucesso de público também aconteceu nas transmissões ao vivo dos shows de U2 e Kasabian, que literalmente encerrou as transmissões de shows ao vivo em 2011, com apresentação, direto de Londres, em 31 de dezembro.

O projeto também inclui a realização de um programa semanal, todas às quintas-feiras a partir das 16h, com apresentação de Lorena Calabria e participação de internautas. Uma banda convidada faz apresentação direto do estúdio do Terra em São Paulo.

Bert McCracken e Jeph Howard em show do The Used em 2003; "Bert carregou nossa banda até onde estamos hoje", disse o baixista
Bert McCracken e Jeph Howard em show do The Used em 2003; "Bert carregou nossa banda até onde estamos hoje", disse o baixista
Foto: Scott Gries / Getty Images
Fonte: Terra
publicidade