Tas ao Vivo

Tas ao Vivo

“Tem tantas áreas favorecidas com projetos de Lei Rouanet e realmente faltava a moda, uma expressão cultural genuína brasileira”, Herchcovitch no Tas ao Vivo

Obviamente o papo com Alexandre Herchcovitch no Tas ao Vivo desta quarta-feira foi bastante pautado pela moda – afinal, temos que aproveitar a presença de um pioneiro no assunto – mas o estilista mostrou que corta e costura qualquer assunto proposto, pelo Tas ou pela audiência. Casamento, redes sociais, Dilma, adolescência, política, conselhos amorosos…

Tas e Herchcovitch eternizados no Instagram do estilista, única rede social que ele gosta e usa

 

“A gente deveria ser livre para se apaixonar tanto por homens quanto por mulheres”Alexandre Herchcovitch

“Não tenham medo de se casar, e o casamento não é uma matemática, ele sofre mutações…”, ensina Herchcovitch, que há seis meses aproveitou a novidade na lei brasileira para se unir oficialmente a Fábio Souza, depois de mais de cinco anos morando juntos. “Não tem UMA lógica, pode ser uma coisa pra você e outra coisa pra mim. O que aplico nesse casamento é que temos que preservar a individualidade dos dois, a história de cada um, e só assim o casamento vai perpetuar”.  

E mesmo tendo que assinar o documento como “noiva”, um pequeno detalhe que os cartórios precisam ajustar, fruto do frescor da notícia e da velocidade do casal. “Quando houve a possibilidade de duas pessoas do mesmo sexo se casarem juridicamente, a gente resolveu imediatamente usar esse direito”, contou Herchcovitch durante a entrevista, e acrescentou: “Primeiro a gente não deveria escolher alguém para gostar pelo gênero da pessoa. A gente deveria ser livre para se apaixonar tanto por homens quanto por mulheres. Isso é o que eu penso de maneira muito romântica”.

Foto: Marcelo Pereira/ Terra

Pressão na Passarela
A perguntinha cabeluda desta edição do “Momento Pressão” tratava da “Mostra de Moda em São Paulo e Nova York: Herchcovitch fala de Antropofagia Americana”, projeto de R$ 2,6 milhões aprovado na Lei Rouanet. O estilista defendeu de maneira muito clara o uso de leis de incentivo na moda. Não tem pressão que derrube Alexandre do salto.

Veja no vídeo abaixo como o estilista se saiu na passarela quente do Tas ao Vivo.

“Depois a Dilma continuou se vestindo com a mesma costureira de sempre lá do Sul, e eu achei legal isso”Alexandre Herchcovitch

Corta ou Costura?

No Momento Hashtag do programa, hora daquele jogo rápido com o convidado, Alexandre teve que dizer se corta ou costura para os seguintes assuntos: presidente Dilma, Facebook e Instagram, Romero Brito. Alexandre teve que escolher entre o #corta, se é melhor a pessoa ficar de fora das passarelas, ou se #costura, se é uma pessoa que vale o desfile.

Dilma Rousseff: #corta
“Eu acho que corta. Não gosto muito de política, não me aprofundo muito de propósito, eu não gosto, mas fico me perguntando se ela não sabe de tudo que acontece e fico meio assim de ela não se manifestar.”

O Félix da novela: #costura
“Não adianta estereotipar ninguém mas acho interessante ter gay em novela porque o gay está em todo lugar, existe gay dentista, gay advogado, gay político… Acho que ele [Mateus Solano] soube observar ao longo da vida dele, principalmente o humor gay, e conseguiu reproduzir na novela.”  

Redes sociais: #costura
“Não tenho nenhum dos dois. Não quero alimentar tudo aquilo de foto e comentário, não tenho esse tempo todo. O Instagram hoje é o meu Twitter e Facebook. Não é bom pra mim mas é legal, e a gente não sabe no que vai dar daqui 10 anos.”

Romero Britto: #costura
“Acertou um estilo que agrada muito. O Brasil é um país alegre, ensolarado, onde as pessoas se guiam pela Globo, vamos dizer assim, acho que ele é muito bem-sucedido no que ele faz, pra quem ele faz.”

 

 

 
 
Leia também X Deputado federal Ronaldo Caiado analisa a coluna vertebral da política no último Tas ao Vivo de 2013