2 eventos ao vivo
TV

Canções de Chico Buarque inspiram série 'Amor em 4 Atos'

5 jan 2011
07h21
Márcio Maio

Depois de explorar as biografias de cantores e compositores saudosos em séries como Maysa ¿ Quando Fala o Coração e Dalva e Herivelto, Uma Canção de Amor, a Globo em 2011 muda de tática. A emissora aposta mais uma vez na música em sua primeira microssérie do ano, só que sem um artista em primeiro plano. Agora, são as canções de Chico Buarque que ganham destaque e inspiram os quatro episódios de Amor em 4 Atos.

As letras de Mil Perdões, Ela Faz Cinema, Construção, As Vitrines e Folhetim estão inseridas no tema, cenário, clima e, inclusive, na trilha sonora das histórias. "No fundo, são coisas que falam de amor. A gente conseguiu contar a história sem sermos óbvios e, sim, apaixonados", romantiza o diretor Roberto Talma.

A série foi toda gravada em São Paulo e é uma parceria da Globo com a produtora RT Features. "No meu caso, ajudou bastante gravar ali porque a minha personagem é bem a cara de São Paulo. Vive nesse clima de desordem, de caos criativo", opina Marjorie Estiano, que protagoniza o capítulo Ela Faz Cinema. Na história, Letícia é uma cineasta que está dirigindo o clipe de Construção, na voz de Arnaldo Antunes, mas não consegue se concentrar em função de uma obra no apartamento de cima. E se apaixona por Antônio, o suposto dono. "Depois ela descobre que é mentira, que na verdade ele é um pedreiro", adianta Marjorie.

O elenco só se repete nos dois últimos episódios, Folhetim e Vitrines, já que um é a continuação do outro. Mesmo assim, cada equipe contou com um workshop. "O Talma conseguiu um esquema que é invejável. Tivemos duas semanas de leituras, um tempo que quase nunca a gente tem na televisão", explica Carolina Ferraz, que estrela com Dalton Vigh e Gisele Fróes o primeiro episódio, Meu Único Defeito Foi Não Saber Te Amar, inspirado na música Mil Perdões.

O texto explora a rotina de Maria e Lauro, papel de Dalton, casal que vive em crise por conta do ciúme dela. Um sentimento que é alimentado por Dora, vivida por Gisele, a ex-mulher de Lauro. "Fiquei impressionada com o cuidado. Numa novela, gravamos um capítulo por dia. Em Amor em 4 Atos dedicamos cerca de um mês para um episódio apenas", valoriza Gisele Fróes.

Por se tratar de uma co-produção, a equipe se misturou entre profissionais acostumados a lidar com TV e outros que trabalham constantemente com cinema. "O legal é que foi uma série feita para a televisão, sim, mas com um tempo e uma concentração típicos de cinema. Fizemos leituras, ensaios gravados, enfim, quando a gente rodou, tudo já estava bem estudado", avalia Camila Morgado, que não precisou se inspirar tanto em Folhetim para compor a entristecida Selma. Isso porque, na trama, ela é a mulher de Ary, de Vladimir Brichta. O casal passa por uma fase ruim e fica implícito que a relação acabou. "Os dois sacam que não dá mais. Aí ele sai e conhece a Vera, personagem de Alinne Moraes. Folhetim, nesse episódio, é trilha dela, não da Selma", justifica.

Episódios:
- Meu Único Defeito Foi Não Saber Te Amar

Malvino Salvador viverá o sedutor Antônio no episódio 'Ela Faz Cinema'
Malvino Salvador viverá o sedutor Antônio no episódio 'Ela Faz Cinema'
Foto: Divulgação

- Primeiro episódio, conta a história do casal Lauro e Maria, de Dalton Vigh e Carolina Ferraz. Os dois vivem juntos há anos, mas sempre em clima de desconfiança. Um ciúme alimentado em sua maior parte pela ex-mulher dele, Dora, de Gisele Fróes. Até que uma festa na casa de praia dos dois coloca à prova todos os sentimentos do trio e do jovem Fernando, vivido por Dudu Azevedo, acompanhante de Dora.

- Ela Faz Cinema

- A jovem cineasta Letícia, papel de Marjorie Estiano, finaliza seu primeiro clipe. A música, uma interpretação de Arnaldo Antunes para

Construção

, tem tudo a ver com seu atual momento, literalmente. Isso porque uma obra no andar de cima de seu apartamento tira sua concentração e também sua solidão. É lá que ela conhece o sedutor Antônio, supostamente o dono do imóvel. Mas o rapaz é, na verdade, o pedreiro da obra do vizinho de Letícia.

- Folhetim e Vitrines

- Os dois episódios são sequenciais e contam a história do amargurado Ary, papel de Vladimir Brichta. Casado com Selma, de Camila Morgado, ele vê seu mundo desmoronar ao perceber que não há mais jeito de resgatar o amor do casal. Entre um bar e outro, conhece a bela Vera, de Alinne Moraes, com quem passa a noite. Ela some no dia seguinte, mas ele acaba se mudando, sem querer, para o mesmo prédio que ela.

Amor em 4 Atos, da Globo, estreia dia 11 de janeiro, após o Big Brother Brasil 11.

Fonte: TV Press
publicidade