0
TV

'Glee' deve ser readaptada; veja séries que enfrentaram morte de protagonistas

16 jul 2013
11h52
atualizado às 12h16
  • separator
  • comentários

Após a morte de Cory Monteith, encontrado em um hotel de Vancouver, no Canadá, no último sábado (13), os produtores do canal Fox já começam a pensar no que fazer com os dois primeiros episódios da quinta temporada de Glee, que teria grande participação do ator.

Foto: Divulgação

As cenas, que já tinham sido escritas antes da pausa de verão, seriam gravadas na próxima semana, e trariam novamente o personagem Finn Hudson mesmo após se formar na McKinley High School. Agora, com a repentina morte do ator, os produtores de Glee têm a opção de escrever sua trágica morte dentro do seriado e conseguir audiência ainda maior ou apagar a presença de Monteith com um luto selado. 

Esta não é a primeira vez que roteiristas precisam lidar com a morte de um ator, que era um dos protagonistas de seriados. Relembre outros casos listados pelo site Buzzfeed:

1. Eight Is Enough

Foto: Divulgação

Em Eight Is Enough, a série precisou se adaptar rapidamente em 1977, após a morte de Diana Hyland, que morreu de câncer de mama, apenas 12 dias depois do primeiro episódio ir ao ar. Diane filmou quatro episódios antes de morrer. Sua personagem, Joan, era a mãe da família. Nos cinco episódios que restaram da primeira temporada, a personagem foi tirada do seriado. A série foi readaptada na segunda temporada e o patriarca Tom Bradford anunciado como viúvo logo no primeiro capítulo.

2. Hill Street Blues

Foto: Divulgação

A série dos anos 80 também precisou ser adaptada por causa da morte de um de seus atores. Michael Conrad morreu de câncer na uretra, em 1983, e era parte essencial do show, que estava em sua quarta temporada. O seu personagem, Sargento Phil Esterhaus, morreu fora de cena, durante o sexo com Grace Gardner. No mesmo episódio, Lucille Bates foi promovida e ficou com o cargo de sargento. 

3. Cheers

Foto: Divulgação

Nicholas Colasanto, que interpretava o bartender Coach em Cheers, morreu em 1985, vítima de um ataque cardíaco, aos 61 anos. O personagem sumiu e os demais integrantes da série foram informados que ele voltaria logo ao trabalho. Na quarta temporada, o seriado deu um salto no tempo, e um colega com quem Coach se correspondia, Woody (Woody Harrelson), apareceu apenas para ser informado de que ele havia morrido. Sam acabou contratando Woody como o novo bartender.

4. NewsRadio

Foto: Divulgação

Entre a quarta e a quinta temporadas de NewsRadio, em 1998, Phil Hartman foi assassinado por sua mulher, Brynn Hartman. A morte de Hartman aconteceu também na série. Ele morreu fora de cena, de um ataque cardíaco. Durante a quinta temporada, os atores do elenco estavam tão tristes que choravam o tempo todo ao gravarem as cenas em que ficavam sabendo da morte de Hartman. No episódio Meet Max Louis, Jon Lovitz foi apresentado como substituto.

5. Suddenly Susan

Foto: Divulgação

Os roteiristas tiveram que debater muito para incorporar a morte de David Strickland, em 1999, na série Suddenly Susan. No dia em que deveria se apresentar na Corte para responder por uma acusação relacionada a drogas, ele cometeu suicídio em um quarto de hotel em Las Vegas. No final da terceira temporada, Susan passa um dia procurando por Todd, descobrindo diversos acordos que ele vinha fazendo debaixo do nariz de todos. O episódio termina com o telefone tocando, informando a morte de Todd. Os atores gravaram depoimentos sobre Strickland, que foram exibidos ao final do capítulo.

6. The Sopranos

Foto: Divulgação

O criador de The Sopranos, David Chase, tinha grandes planos para a personagem Livia Soprano, antes da morte de Nancy Marchand em 2000, entre a segunda e a terceira temporadas. Livia e Tony tiveram uma cena final, no episódio Proshai, Livushka, em que recriaram a atriz usando computação gráfica e o som de alguns clipes dela em capítulos anteriores. No final do mesmo episódio, ela sofre um derrame, em cena que não é mostrada, e morre. A personagem continua a aparecer em flashbacks depois disso, mas vivida por outra atriz

7. 8 Simple Rules

Foto: Divulgação

Em 8 Simple Rules, o ator John Ritter morreu em decorrência de um problema arterial. Ele sofreu um ataque cardíaco durante as filmagens de um capítulo. O fato foi incorporado à trama, com a morte repentina de seu personagem.

8. West Wing

Foto: Divulgação

John Spencer morreu em 2005, vítima de um ataque cardíaco, aos 59 anos. O personagem dele, Leo, também sofreu um ataque cardíaco na série, durante a sexta temporada. No episódio, Election Day Part 1, ele sofre outro e Annabeth descobre seu corpo. Em Election Day Part II, sua morte é anunciada. Ele teria sido vice-presidente, se tivesse sobrevivido.

9. The Real Housewives of Beverly Hills

Foto: Divulgação

Em The Real Housewives of Beverly Hills, o público chegou a reclamar por a segunda temporada ir ao ar pouco tempo depois do suicídio de Russell Armstrong, em 2011. Os episódios foram reeditados. Os estranhamentos de Taylor com seu abusivo marido seriam exibidos, mas a produção decidiu reestruturas os episódios, por motivos sentimentais. Antes da première, o elenco falou sobre a morte de Russell 

10. Dallas

Foto: Divulgação

Larry Hagman morreu vítima de um câncer de garganta em 2012, durante a segunda temporada do remake da série Dallas. Seu personagem icônico, J.R Ewing, foi readaptado e levou um tiro no episódio The Furios and The Fast. O personagem ganhou um grande funeral, com presença até dos atores da série original. A série aproveitou para fazer o mistério de "Quem atirou em J.R?". No remake, a pergunta acabou virando quem "matou" o personagem.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade