publicidade
25 de agosto de 2012 • 11h08

Lázaro Ramos: "homem ainda está se adaptando à mulher moderna"

"O homem contemporâneo ainda não consegue lidar com a mulher moderna", disse Lázaro Ramos, que faz 4° par romântico com Camila Pitanga em 'Lado a Lado'
Foto: Mauro Pimentel / Terra
 
Marcus Vinicius Pinto
Direto do Rio de Janeiro

Lázaro Ramos teve que suar para ganhar forma física e viver Zé Maria, o capoeirista de Lado a Lado, próxima novela das 18h da TV Globo, que vai viver um romance com Isabel (Camila Pitanga). Dez anos sem praticar o jogo (desde o filme Madade Satã, de 2002) e tendo virado praticante do boxe, dificultaram a vida do ator. "O boxe te deixa rígido e a capoeira te exige justamente o contrário. Mas tem sido um desafio bom. E estou tendo tempo de entender mais códigos desse jogo fascinante da capoeira, do equilíbrio que a roda de capoeira dá aos rivais, a relação justa entre forças", disse o ator.

Zé Maria é um homem do seu tempo (início do século 20), um capoeirista que aos poucos vai se conscientizando do papel que tem que exercer na sociedade. Ele começa a lutar para que a capoeira deixe de ser considerada uma coisa marginal, mas ao mesmo tempo quando Isabel (Camila Pitanga) resolve se emancipar, ele não entende. "Acho que ainda estamos em momento de adaptação. O homem contemporâneo ainda não consegue lidar com a mulher moderna. Estar em eterna transformação é da vida. Cada tempo tem seus códigos", afirma.

Lázaro acha interessante o modelo de mudança de cidade que a novela traz. Afirma que entende que para a época era importante a cidade abrir grandes avenidas, mas sempre que lê o roteiro pensa na forma como isso foi feito no passado. "Sempre que a gente entra na casa dos outros a gente tem que saber entrar, saber o que as pessoas desejam. Aconteceu na reforma do Pelourinho, em Salvador. Algumas pessoas perderam suas casas e receberam R$ 200 de indenização, sem ter para onde ir. Mas por outro lado o Pelourinho virou um atrativo turístico incrível, gerou renda, mas quem foi retirado, foi retirado de maneira equivocada", disse.

Esta é a quarta vez que Lázaro Ramos trabalha ao lado de Camila Pitanga. "Fizemos Pastores da Noite, Saneamento Básico, Insensato Coração e agora Lado a Lado. É bom você contracenar com quem você gosta e admira. Gosto muito do jeito dela trabalhar e assim como outros que estou encontrando aqui, como Caio Blat, que não via desde Carandiru, o Milton Gonçalves, a Sheron Mennezes".

Terra