PUBLICIDADE

Favorita, Miss RN rejeita pressão e diz: "não vale tudo pela beleza"

27 set 2012 13h11
| atualizado em 28/9/2012 às 17h23
Publicidade
Nathália Salvado
Direto de Fortaleza

"Cadê a Sampa? Ela sentou com quem?", perguntava Kelly Fonsêca, a Miss Rio Grande do Norte, quando não viu a companheira de ônibus sentada ao seu lado. Francine Pantaleão, a Miss São Paulo, estava com a Miss Paraíba. "Eu mato, hein?! Ela deve estar com saudades de mim", disse, mostrando, como sempre, seu lado brincalhão. Apontada como uma das favoritas ao título de Miss Brasil 2012, a modelo fez questão de dizer que está tranquila e não encara nada disso como pressão. "Eu encaro como uma responsabilidade, não como uma obrigação de ter que vencer porque as pessoas estão torcendo", opinou, em entrevista ao Terra.

Infográfico: Conheça as candidatas ao Miss Brasil 2012
Infográfico: Descubra para qual time as misses torcem
Infográfico: Você sabe de qual estado é a miss? Faça o quiz e descubra
Infográfico: Quais as misses mais bonitas, as de 2011 ou as de 2012?

Apesar de estar em um concurso de beleza, Kelly não se deslumbra e faz questão de afirmar que não faria loucuras para permanecer bela. "Não vale tudo pela a beleza. O que importa é o que vem de dentro. Não faria tudo para ficar bonita", afirmou, dizendo também, que apesar disso, o fato de ser bonita, "só trouxe benefícios, nunca foi um fardo".

Solteira após o término recente de um namoro de cinco anos, Kelly, diz que sempre foi de relacionamentos longos e, por isso, ainda não sabe bem como será o assédio masculino. "Eu acabei de terminar um namoro, mas acho que um homem para tentar me conquistar precisa ser sincero. Sem tentar mentir para conquistar, precisa ser ele mesmo", apostou.

Kelly, que já representou o País em outros concursos de beleza, acredita estar preparada para o cargo e aposta nas candidatas do Nordeste do Brasil. "Existe uma preferência por Sul e Sudeste, mas o Nordeste está muito bem representado este ano. Na hora, tudo pode!", explicou. Apesar de ter participado de outras competições, ela nega ter mais facilidade do que as outras candidatas. "Para mim, é bom porque eu já sei como é, mas não é mais fácil".

Dormindo no mesmo quarto da Miss Rio de Janeiro, Rayanne Morais, outra favorita ao título. Ela afirmou que o grupo está se dando bem e, ao contrário, do que muita gente pensa, não há um clima forte de rivalidade. "Eu tento descontrair, sempre tive esse lado de brincar. Me dou bem com o grupo inteiro, mas tenho uma afinidade maior com São Paulo".

Kelly Fonsêca rejeita a pressão
Kelly Fonsêca rejeita a pressão
Foto: Facebook / Reprodução
Fonte: Terra
Publicidade