0
TV

No ar no 'TV Globinho', Flávia Rubim vira musa da criançada

14 set 2010
20h21
Fernanda Fernandes

É com os olhinhos apertados e um sorriso enorme que Flávia Rubim fala a respeito da TV Globinho. Ela se surpreendeu com a oportunidade de apresentar o programa que vai ao ar nas manhãs de segunda a sábado. Acostumada com a carreira de atriz, a bela nunca pensou em estar à frente de um infantil. O espanto maior foi ser escolhida entre um grupo de jovens que se revezavam na apresentação do programa, para ficar ao lado de Paulo Mathias Jr. "Não cogitava isso, mas descobri ter uma empatia muito bacana com as crianças", acreditou.

Formada pela Casa das Artes de Laranjeiras, uma prestigiada escola de atores, Flávia participou de campanhas publicitárias e foi convidada a fazer um teste para a oficina de atores. "Depois de duas tentativas frustradas, passei no teste e comecei a fazer pontas em novelas e seriados", explicou Flávia. No mesmo ano, foi chamada para interpretar a personagem Da Graça no Sítio do Picapau Amarelo, dirigido por Carlos Magalhães, que hoje comanda a TV Globinho. "Minha personagem cresceu muito na história", avaliou.

Nome: Flavia Rubim Correia da Rocha.
Nascimento: Em 18 de janeiro de 1982, no Rio de Janeiro.
O primeiro trabalho na tevê: Da Graça, em Sítio do Picapau Amarelo, exibido em 2007.
Um momento marcante na carreira: Atuação em Sítio do Pica Pau Amarelo. Isso mudou minha rotina, o contato com o público e a visão dos diretores em relação a mim.
Ao que assiste: Quando tenho tempo, assisto ao Jornal Nacional, Video Show e alguns seriados.
Ao que nunca assiste: Nenhum tipo de luta.
O que falta na televisão: Mais interatividade com o público, através de ferramentas como a internet. Isso favorece uma constante troca de ideias. Aliado a isso, um espaço maior para curiosidades educativas.
O que sobra na televisão: Novelas.
Ator: Tony Ramos.
Atriz: Patricia Pillar.
Com que gostaria de contracenar: Bruno Mazzeo. É um grande amigo e temos muita vontade de trabalhar juntos.
Se não fosse atriz, seria: Não tenho a menor ideia. Hoje, posso dizer que seria atriz ou apresentadora.
Humorista: Lúcio Mauro Filho.
Novela preferida: A Favorita, de João Emanuel Carneiro, exibida em 2008.
Vilão marcante: Flora, interpretada por Patricia Pillar em A Favorita.
Desenho favorito: Três espiãs demais.
Programa de humor: A Grande Família.
Que novela gostaria que fosse reprisada: Celebridade, de Gilberto Braga, exibida em 2003.
Que papel gostaria de representar: Angélique, interpretada por Audrey Tautou no filme Bem me quer, mal me quer.
Par romântico inesquecível: Ethan Hawke e Julie Delpy no filme Antes do Pôr-do-Sol, de Richard Linklater.
Com quem gostaria de fazer par romântico: Gael Garcia Bernal.
Filme: O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, de Jean-Pierre Jeunet.
Livro de cabeceira: Tête-à-Tête, de Hazel Rowley.
Autor: Manoel de Barros.
Diretor: Luiz Fernando Carvalho.
Medo: De assalto.
Projeto: Acabei de gravar uma participação no Por toda a minha vida sobre As Frenéticas, interpretando uma delas. Também estou desenvolvendo um projeto voltado ao público infantil. É basicamente um espetáculo. Penso em uma obra menos fechada, mais participativa. Ainda está bem no início.

TV Globinho - Globo - De segunda a sexta, às 9h45, e sábado, às 8h05.

Flávia Rubim disse que não imaginava ter uma empatia tão grande com as crianças
Flávia Rubim disse que não imaginava ter uma empatia tão grande com as crianças
Foto: TV Press
Fonte: TV Press

compartilhe

publicidade
publicidade