publicidade
29 de setembro de 2011 • 18h09 • atualizado às 18h12

'Aquele Beijo' aposta no acaso e promete personagens complexos

Ricardo Pereira, Giovanna Antonelli, Victor Pecoraro e Grazi Massafera estrelam novela de Miguel Falabella
Foto: AgNews
 

Gabriel Gazineu Macieira
Direto do Rio de Janeiro

Na manhã desta quinta feira (29), ocorreu a coletiva de imprensa da próxima novela das sete da Rede Globo, Aquele Beijo, de Miguel Falabella. O trabalho é uma comédia romântica com um olhar particular sobre a vida. A novela, que tem estreia marcada para o dia 17 de outubro, terá como protagonistas principais Giovanna Antonelli, Ricardo Pereira, Victor Pecoraro e Grazi Massafera.

A trama viajou por três lugares diferentes para contar histórias de núcleros disntintos. Aquele Beijo teve gravações em Paris, na França, em Cartagena, na Colômbia, e em João Pessoa e Cabeceiras, na Paraíba. Para Fallabela, O horário das sete é perfeito para suas tramas. "A novela é a cara do horário, onde eu posso brincar e não ficar apenas no politicamente correto", disse, antes de ser apresentado um vídeo com um breve resumo da novela.

A história traz Cláudia (Antonelli) e Vicente (Pereira) que acabam se conhecendo na fila de embarque em viagem a Cartagena, na Colômbia, no aeroporto. De um lado, Cláudia namora Rubinho (Pecoraro) e sonha um dia em se casar. Do outro, Vicente está indo assistir ao casamento daquela que ele achava ser o amor de sua vida, Lucena (Massafera).

Tudo muda quando, no momento crucial da conversa de Cláudia com Rubinho, a bateria de seu celular acaba. Desesperada, ela pede o aparelho de Vicente emprestado. A partir daí, os dois travam uma relação de amizade e apoio ao momento de cada um. "Pensar no acaso foi a ideia principal para narrar a história, que surgiu de uma frase que ouvi: Quantas vezes você já cruzou com o amor da sua vida sem se dar conta?", explicou o autor.

O ponto principal é mostrar o quando um beijo ou um olhar perdido pode mudar o rumo da vida de cada um. A trama promete trazer seus personagens com um lado de comédia, como também com seus lados negativos. "A novela fala sobre intolerância e é muito humana. Não existem personagens inteiramente bons ou maus, a qualquer momento o personagem pode passar por uma situação que pode fazer ele pender para um lado ou outro", afirmou Grazi Massafera, que também disse ter uma grande admiração por Falabella.

*Com informações da Rede Globo

Terra