Novelas

publicidade
15 de novembro de 2009 • 18h24

Ator de 'Caras e Bocas' diz que fez laboratório no metrô do Rio

Pedro Garcia Netto fala de personagem em novela
Foto: TV Press
 
Arcângela Mota

Pedro Garcia Netto abre um largo sorriso ao falar do Galeno, seu personagem em Caras e Bocas. Chamado para interpretar o último papel criado para a novela, ele considera que o metido advogado foi sua grande chance de voltar à TV após um tempo de dedicação ao teatro.

"Eu havia perdido os testes para fazer o Cássio, do Marco Pigossi. Um tempo depois me ligaram avisando que tinha aparecido um último personagem. O Galeno tem sido uma ótima oportunidade de retomar minha carreira na TV", avalia.

O crescimento do personagem é mais um motivo de alegria para Pedro. Começando como uma figura periférica, o advogado acabou ganhando uma história e se tornou importante para resolver as confusões da trama.

Para interpretá-lo, Pedro admite que seu melhor laboratório foi observar jovens engravatados no metrô do Rio de Janeiro. "Tento colocar no Galeno essa marca de pessoa jovem que, apesar da pouca experiência, tenta provar ser um bom profissional. Observei muito isso no metrô", teoriza.

Nome: Pedro Garcia Netto.
Nascimento: 7 de janeiro de 1978, em Caraguatatuba, São Paulo.
Primeiro trabalho na TV: Renan na série infantil Caça Talentos, exibida pela Globo de 1996 a 1998.
Atuação inesquecível: Alan na peça Equus, que esteve em cartaz em 2004 no Teatro Villa-Lobos.
A que gosta de assistir: "Algumas novelas, noticiários e CQC".
A que nunca assistiria: "Esses programas sensacionalistas que estão cada vez mais frequentes na TV brasileira".
O que falta na televisão: "Programas educativos exibidos em bons horários. A maioria deles é praticamente escondida na grade das emissoras ".
O que sobra na televisão: "Programas sem conteúdo, que não acrescentam em nada ao público".
Ator: Otávio Augusto.
Atriz: Beth Goulart.
Com quem gostaria de contracenar: "Com o meu tio Edson Celulari. Ele foi uma inspiração na minha carreira".
Se não fosse ator, o que seria: Ciclista. "Costumo andar de bicicleta cerca de três vezes por semana".
Novela: Caras e Bocas, de Walcyr Carrasco.
Um vilão marcante: Olavo, de Wagner Moura, em Paraíso Tropical.
Papel que mais trouxe retorno do público: Galeno, de Caras e Bocas.
Novela que gostaria que fosse reprisada: Eterna Magia, de Elizabeth Jhin, exibida pela Globo em 2007.
Par romântico inesquecível: Nando, de Eduardo Moscovis, e Milena, de Carolina Ferraz, em Por Amor, exibida pela Globo em 1997.
Com quem gostaria de fazer par romântico: Mariana Ximenes.
Filme: O Curioso Caso de Benjamin Button, de David Fincher.
Diretor: De cinema, Alfred Hitchcock. De teatro, João Fonseca.
Um vexame: "Sempre passo vergonha quando jogo futebol. Erro jogadas ridículas."
Uma mania: "Mexer no cabelo".
Medo: "Ser atingido por um carro enquanto ando de bicicleta".
Projeto: "Produzir uma peça e trabalhar em outra novela em 2010".

TV Press