Novelas

publicidade
27 de abril de 2013 • 13h57 • atualizado às 14h00

Ex-global diz não ter visto 'Chiquititas' para protagonizar remake

Manuela do Monte afirma que se beneficia da energia das crianças
Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias / TV Press

Após passar uma década sem protagonizar novelas, Manuela do Monte mostra-se satisfeita com seu momento profissional. Atualmente, a atriz, que viveu a mocinha Luísa da temporada de 2003 de Malhação, se prepara para encarnar a personagem principal de Chiquititas, adaptada e atualizada por Íris Abravanel. "Fiz o teste e fui aprovada. É o meu primeiro trabalho no SBT e estou adorando", destaca. A trama, que teve sua primeira veiculação no Brasil em 1997, também no SBT, tem como tema central as dificuldades emocionais de crianças órfãs e o amor verdadeiro que as mesmas encontram na professora. O papel, que hoje é de Manuela, foi de Flávia Monteiro na primeira versão.

Aberta às críticas e aos elogios, Manuela opta por não assistir a nenhuma cena anteriormente interpretada por Flávia, pois não quer cair na mesmice. "Não tenho medo de comparações. Meu trabalho é exposto", simplifica. A atriz confessa que, quando criança, não tinha o costume de assistir a Chiquititas. "Não tinha paciência para ficar acompanhando nenhuma novela, era muito moleca. Adorava brincar na rua", diz.

Na trama, Carol é a professora do orfanato Raio de Luz, onde representa a mãe que as crianças não tiveram. Para compor a personagem, a atriz diz não ter feito nenhum laboratório. Porém, trouxe referências de sua vida pessoal. Madrinha de sete crianças e frequentadora de um orfanato no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro, ela encontra nessas experiências o tom exato para compor sua versão do papel.

"Trago para a Carol a vivência que tenho com esse orfanato. Calhou de ser uma coincidência positiva", pontua. No desenrolar da história, Carol também vive um romance conturbado com Junior, de Guilherme Boury. "A relação dos dois não é bem vista pela família do Junior", adianta a atriz, natural de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. 

Quanto à possível repercussão que sua personagem terá com as crianças, Manuela, aos 27 anos, afirma estar preparada. Mas faz questão de enfatizar que está focada na história da novela e em se dedicar 100% à professora. "Ainda não penso muito no assédio. Estou preocupada com o trabalho que tenho de fazer", afirma. Mas relembra o retorno que recebeu das pessoas quando protagonizou Malhação e faz um paralelo com o que espera do público infantil.

"Lembro que recebi muito carinho na época que fiz Malhação, que é uma novela adolescente. Estou preparada e espero que seja assim novamente", torce. Segundo a atriz, a mudança de visual que precisou fazer para interpretar Carol, foi bem sutil. "Só cortei um pouco o cabelo e abri um pouquinho a tonalidade nas pontas", explica.

De acordo com Manuela, atuar com o elenco infantil tem sido fonte de novos aprendizados e muita diversão. Mais experiente, ela diz estar sempre disposta a ajudá-los no que for preciso. "Nossas crianças são prodígios. Só me beneficio da energia delas. É uma oportunidade de voltar a ser criança e aprender mais com elas", diz. Transmitir exemplos positivos para os telespectadores de Chiquititas também é uma preocupação da atriz. Ciente da responsabilidade e do impacto que o papel têm para as crianças, Manuela afirma estar mais cautelosa em sua forma de atuar. "Quando se trata do público infantil, quanto maior o cuidado, melhor", argumenta. 

TV Press