0

Pelo papel, ator de 'Lado a Lado' parou de assistir TV

21 fev 2013
17h13
atualizado às 17h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Estar em uma novela de época tem um gosto especial para Daniel Dalcin. Até então, o ator, que interpreta o Teodoro de Lado a Lado, não se imaginava em um projeto dessa natureza. E, quando surgiu a oportunidade de fazer parte da trama de João Ximenes Braga e Claudia Lage, percebeu se tratar de uma experiência única. "É até impressionante porque estou vivenciando uma coisa que jamais vou poder viver de novo. Além da experiência com o figurino, a experiência de estar na Rua do Ouvidor da cidade cenográfica. É forte para mim", valoriza ele, que também exalta o fato de contracenar com Caio Blat, que interpreta o inescrupuloso Fernando. 

Daniel se empenhou para o papel na novela de época
Daniel se empenhou para o papel na novela de época
Foto: Luiza Dantas/Carta Z Notícias / TV Press

"É uma honra. Ele é um profissional íntegro que a gente sabe do histórico de novelas, de teatro, de cinema. Tenho aprendido muito com essa equipe", festeja. Desde antes de saber que faria parte do elenco de Lado a Lado, Daniel se empenhou. Quando foi convidado para um teste de um dia para o outro, pediu uma semana a mais para estudar melhor o texto e levar elementos que enriquecessem sua atuação.

Na época, ele pegou emprestado um figurino da CAL – Casa das Artes de Laranjeiras, na Zona Sul do Rio –, onde estudou teatro. "Eu trouxe chapéu, um colete. Tive liberdade. Estudei um pouco da época, fui atrás de referências", lembra. Com tanto respaldo, Daniel se saiu bem na avaliação e na mesma hora a produção identificou que ele interpretaria o mais romântico dos janotas. "O texto já era bem direcionado para o romantismo. Era um texto complexo por ser de época e falava muito sobre a rotina daqueles tempos", explica.

Já aprovado, Daniel continuou investindo em seu trabalho de composição. Uma das coisas que fez foi dar uma boa desacelerada. Como, hoje em dia, o acesso à informação é mais rápido que antigamente, o ator resolveu deixar a internet e a televisão de lado e só ler jornais diariamente. "Acho que já é muito enriquecedor para o personagem", acredita ele, que frequentou lugares específicos, como o Jardim Botânico e a rua do Ouvidor, no Centro do Rio de Janeiro.

Apesar de serem locais que foram mudando com o passar do tempo, ainda assim, ir até eles ajudou o ator a captar alguns aspectos para seu papel. "Fui tentar observar de alguma maneira mais aberta, mais ampla. Entender como voltar no tempo olhando uma paisagem completamente contemporânea", ressalta. Um período de calmaria na carreira de Daniel também foi importante para que ele amadurecesse profissionalmente.

Depois de protagonizar a temporada de 2009 de Malhação, o ator resolveu investir em sua formação e entrou para a CAL. Paralelamente, gravou o seriado Bicicleta e Melancia, do Multishow, e experimentou uma fase menos ansiosa. "Deixei as coisas acontecerem e consegui analisar de uma forma mais fria, mais cirúrgica, os projetos em que eu queria me envolver", afirma ele, que estreou em Vidas Opostas, exibida entre 2006 e 2007 pela Record.

 

Fonte: TV Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade