0

Autora acredita em sucesso, apesar de "campanha" contra 'Salve Jorge'

17 mai 2013
09h44
atualizado às 09h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Gloria Perez disse que críticas a 'Salve Jorge' não comprovam resultado algum
Gloria Perez disse que críticas a 'Salve Jorge' não comprovam resultado algum
Foto: TV Globo / Divulgação

Durante bate-papo no Mais Você, programa de Ana Maria Braga, Gloria Perez, autora da novela Salve Jorge, que chega ao fim nesta sexta-feira (17), falou sobre uma suposta campanha contra a trama, com críticas pesadas antes mesmo de a história começar. "Um mês antes já estavam falando que a Nanda Costa não teria capacidade de ser protagonista, e eu não tinha a menor dúvida de que ela daria conta porque ela já era uma atriz reconhecida no Brasil e no exterior. Mas, ela foi tratada como uma aposta que não estava funcionando", disse.

Apesar disso, para ela, o sucesso não é medido apenas por aquilo que se ouve e lê na mídia. "Ver que o tráfico de pessoas hoje é algo de conhecimento geral e ter números que provam que conseguimos a nossa missão de informar e ajudar a combater é o verdadeiro sucesso de Salve Jorge. Eu investi em uma história real que sempre tive vontade de saber mais e mostrar pra muitos que sequer sabiam que tráfico de pessoas existia".

Gloria disse ainda que a causa dessa "rebeldia" contra a novela pode ser a própria história de Morena (Nanda Costa): "a trajetória da Morena é muito ingrata porque o fio condutor é o fato de ela ser traficada, então não podemos desenvolver muito esse lado do amor cotidiano com o Théo (Rodrigo Lombardi). A paixão e o amor foram retratados em histórias paralelas, como Zyah (Domingos Montagner) entre Ayla (Tânia Khalill) e Bianca (Cleo Pires) e o vai e volta de Helô (Giovanna Antonelli) e Stênio (Alexandre Nero)".

E reforçou: "mas, como eu disse, o que me importa é ver que minhas investidas em temas têm resultado na vida real. Com Explode Coração (1995) eu ganhei o título de fantasiosa e louca por falar da internet e falar de crianças desaparecidas. Depois, em O Clone (2001) eu fui pesquisar sobre drogas e teve uma campanha de apoio muito grande. Quando eu pesquiso algum tema, eu não vou atrás das pessoas que falam sobre tal assunto, eu vou nas pessoas que vivem aquela situação. Esse é o diferencial dessas histórias serem tão verdadeiras e terem impacto na sociedade".

Sobre o final da novela, a autora se limitou a dizer: "podem esperar grandes emoções". Mesmo com a insistência de Ana Maria, novidades não foram reveladas, "adianto apenas que a Jô (Thammy Miranda) vai viver um momento muito importante e que haverá uma invasão na boate e a libertação das traficadas", finalizou Gloria.

<a data-cke-saved-href="http://diversao.terra.com.br/infograficos/musas-salve-jorge/iframe.htm" href="http://diversao.terra.com.br/infograficos/musas-salve-jorge/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade