2 eventos ao vivo

"Cheguei no meio do furacão", diz Brendha Haddah sobre 'Salve Jorge'

10 mai 2013
13h18
atualizado às 13h20
  • separator
  • 0
  • comentários

Personagens meigas fazem parte do currículo de Brendha Haddah. Por isso mesmo, a atriz acreana, que estreou na TV como a Ritinha da minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes, agora experimenta um tom diferente do que está acostumada na pele de Neuma, uma policial disfarçada em Salve Jorge, inserida no meio dos principais conflitos da trama. "A personagem tem uma força diferente, assim como a maneira de falar, de se portar. Meus papéis anteriores eram mais doces", explica. Além de Ritinha, a atriz interpretou a Ipanema de Beleza Pura e a Rani de Caminho das Índias, ambas exibidas pela TV Globo.

Atriz de 27 anos só entrou no elenco da novela da TV Globo em sua fase final, como uma policial
Atriz de 27 anos só entrou no elenco da novela da TV Globo em sua fase final, como uma policial
Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias / TV Press

Brendha já estava escalada para a novela desde antes da estreia, mas sua entrada foi adiada devido a uma alteração de sua personagem. "Novela é uma obra aberta, a gente não tem como prever. Mas fiquei muito feliz com a mudança", conta. Antes, ela viveria a neta de Seu Galdino, personagem de Francisco Carvalho, que chegaria ao Alemão para viver às turras com o avô. Porém, acabou sendo a policial federal escolhida por Helô, interpretada por Giovanna Antonelli, para se passar pela mãe de Jéssica e proteger a identidade da criança, filha de Morena (Nanda Costa).

Para isso, Neuma chega ao Alemão fingindo ser sobrinha de Lucimar (Dira Paes). "A personagem entrou em um momento bem forte da trama e tem uma função importante ali. Ela está segurando a Lucimar, defendendo a Morena. E é um núcleo muito bom. Cheguei no meio do furacão", comemora.

Apesar da definição do papel ter ocorrido em cima da hora, Brendha já tinha a experiência necessária para encarnar Neuma. Isso porque recentemente ela esteve no elenco Genesis, no qual já atua como policial. "A preparação para o filme me ajudou a construir a personagem. Porém, como ela está disfarçada, são duas personagens em uma", compara. O filme é um média-metragem que pode se tornar o piloto de uma série na TV a cabo. "Para o outro lado da Neuma, aproveitei a preparação que já havia feito para a personagem inicial, como um workshop, no começo da novela", explica.

Desde pequena, Brendha, atualmente com 27 anos, queria ser atriz. Mas no Acre, Estado onde nasceu, quase não havia cursos de interpretação na época. "Eu pedia para viajar para o Rio ou São Paulo nas minhas férias, para poder estudar", lembra.

Assim, quando surgiu a oportunidade de fazer o teste para Amazônia, de Galvez a Chico Mendes, ela não hesitou. "Passei e, já na primeira cena, tive certeza de que era isso que queria fazer", afirma. Sua personagem esteve presente nas três fases da minissérie, que abordou momentos importantes da história da região. "Foi uma grande experiência. E foi especial, porque falava da minha terra."

Decidida a seguir a carreira de atriz, Brendha se mudou para o Rio de Janeiro e fez fonoaudiologia para perder o sotaque, além de ter aulas de atuação com treinadores particulares. E, apesar de formada em Direito, ela não se vê trabalhando em uma profissão que não seja a dramaturgia. "Pretendo continuar na televisão. Também tenho muita vontade de fazer teatro", resume. 

Fonte: TV Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade