PUBLICIDADE

Segurando as lágrimas, Roberto Carlos é homenageado no 'Faustão'

30 dez 2012 20h29
| atualizado às 20h52
ver comentários
Publicidade

Homenageado no Domingão do Faustão, da TV Globo, neste domingo (30), Roberto Carlos admitiu que foi difícil segurar as lágrimas. “Estou fazendo força pra não chorar desde o início”, disse ele, que recebeu o 12º troféu Mario Lago, das mãos da atriz Regina Duarte. “Não tem palavra, não tem verbo, não tem adjetivo. Esse é o rei de todos os apaixonados”, emocionou-se Duarte ao fazer a entrega. Entre os outros nomes que já receberam a homenagem estão Laura Cardoso, Paulo José, Lima Duarte, Gilberto Gil e Hebe Camargo.

Roberto Carlos recebeu o troféu Mario Lago neste domingo (30), durante o programa 'Domingão do Faustão'
Roberto Carlos recebeu o troféu Mario Lago neste domingo (30), durante o programa 'Domingão do Faustão'
Foto: TV Globo / Divulgação

Vários convidados deram seus depoimentos ao cantor, relembrando momentos marcantes que envolveram Roberto e sua música. “Esse Cara Sou Eu, estou tirando bastante onda com essa música”, brincou Neymar. Caetano Veloso, por sua vez, relembrou os tempos de exílio, durante a Ditadura Militar, quando estava morando em Londres e recebeu a visita de Roberto. “O Rei evidentemente está acima dos governos que se sucedem”, derreteu-se Caetano, que na época ouviu As Curvas da Estrada de Santos, quando o músico ainda não havia gravado. “Sou louco por essa música até hoje por causa disso”, relatou.

Marisa Monte e Sérgio Groisman também resgataram antigas lembranças para homenagear o Rei. A cantora contou que ela e suas duas irmãs começaram a gostar de Roberto desde cedo, pois uma de suas empregadas era muito fã dele. “Éramos completamente histéricas por ele”, divertiu-se. Groisman, por sua vez, falou sobre sua ida ao primeiro programa Jovem Guarda. O apresentador riu ao recordar que presenciou o momento em que Roberto saiu do estúdio e uma legião de mulheres o atacou e chegou a rasgar suas roupas.

Além do ex-piloto Emerson Fittipaldi, que falou sobre a reforma do famoso Cadillac de Roberto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também teve o seu momento de tiete. “Sempre fui fã do Roberto Carlos. É uma categoria estranha pra mim, porque normalmente não sou”, disse o sociólogo, ao teorizar que “rei não é poder, é aura. E o Roberto Carlos tem aura”.

O Domingão do Faustão, que contou com a participação no palco de Juliana Paes, Flavia Alessandra, Cris Vianna, Luana Piovani, Lisandra Souto, Débora Nascimento, Isis Valverde e Maria Fernanda Cândido, terminou a homenagem com as atrizes chorando e tietando Roberto.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade