0

Segurando as lágrimas, Roberto Carlos é homenageado no 'Faustão'

30 dez 2012
20h29
atualizado às 20h52
  • separator
  • comentários

Homenageado no Domingão do Faustão, da TV Globo, neste domingo (30), Roberto Carlos admitiu que foi difícil segurar as lágrimas. “Estou fazendo força pra não chorar desde o início”, disse ele, que recebeu o 12º troféu Mario Lago, das mãos da atriz Regina Duarte. “Não tem palavra, não tem verbo, não tem adjetivo. Esse é o rei de todos os apaixonados”, emocionou-se Duarte ao fazer a entrega. Entre os outros nomes que já receberam a homenagem estão Laura Cardoso, Paulo José, Lima Duarte, Gilberto Gil e Hebe Camargo.

Roberto Carlos recebeu o troféu Mario Lago neste domingo (30), durante o programa 'Domingão do Faustão'
Roberto Carlos recebeu o troféu Mario Lago neste domingo (30), durante o programa 'Domingão do Faustão'
Foto: TV Globo / Divulgação

Vários convidados deram seus depoimentos ao cantor, relembrando momentos marcantes que envolveram Roberto e sua música. “Esse Cara Sou Eu, estou tirando bastante onda com essa música”, brincou Neymar. Caetano Veloso, por sua vez, relembrou os tempos de exílio, durante a Ditadura Militar, quando estava morando em Londres e recebeu a visita de Roberto. “O Rei evidentemente está acima dos governos que se sucedem”, derreteu-se Caetano, que na época ouviu As Curvas da Estrada de Santos, quando o músico ainda não havia gravado. “Sou louco por essa música até hoje por causa disso”, relatou.

Marisa Monte e Sérgio Groisman também resgataram antigas lembranças para homenagear o Rei. A cantora contou que ela e suas duas irmãs começaram a gostar de Roberto desde cedo, pois uma de suas empregadas era muito fã dele. “Éramos completamente histéricas por ele”, divertiu-se. Groisman, por sua vez, falou sobre sua ida ao primeiro programa Jovem Guarda. O apresentador riu ao recordar que presenciou o momento em que Roberto saiu do estúdio e uma legião de mulheres o atacou e chegou a rasgar suas roupas.

Além do ex-piloto Emerson Fittipaldi, que falou sobre a reforma do famoso Cadillac de Roberto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também teve o seu momento de tiete. “Sempre fui fã do Roberto Carlos. É uma categoria estranha pra mim, porque normalmente não sou”, disse o sociólogo, ao teorizar que “rei não é poder, é aura. E o Roberto Carlos tem aura”.

O Domingão do Faustão, que contou com a participação no palco de Juliana Paes, Flavia Alessandra, Cris Vianna, Luana Piovani, Lisandra Souto, Débora Nascimento, Isis Valverde e Maria Fernanda Cândido, terminou a homenagem com as atrizes chorando e tietando Roberto.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade