0

Com volta de Justus, novo 'Aprendiz' terá 16 ex-participantes

Publicitário volta ao comando do reality empresarial e disse que não convida aqueles que quebraram contrato

1 jul 2013
12h06
atualizado às 13h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Após duas edições com comando de João Doria e uma pausa em 2012, o reality show Aprendiz volta à TV Record em clima nostálgico, com apresentação de Roberto Justus e 16 candidatos que já passaram pelo programa. Em coletiva realizada nesta segunda-feira (1º), em São Paulo, o empresário contou à imprensa mais novidades da atração que estreia em setembro e dará prêmio de R$ 1 milhão, além de contrato mensal de R$ 20 mil por um ano.

"Havia uma cobrança da minha parte também para retornar", explicou Justus logo no início. "Não estou dizendo que as edições com o João [Doria] foram ruins, pelo contrário. Mas sempre houve uma identificação muito grande do público comigo".

A ideia da reestreia, segundo o apresentador de 58 anos, foi, então, convocar os candidatos demitidos em outras edições. "Queríamos muito fazer uma edição marcante, que fosse diferente de todas as outras. Daí resolvemos encarar os ex-participantes. Sai o elemento surpresa, porque essas pessoas já vivenciaram isso, mas entra o fator de como trabalhar as mudanças de cada um", explicou.

De acordo com o empresário, serão 14 ex-candidatos que participaram de edições comandadas por ele e outros dois das edições sob o veredito de João Doria. Porém os nomes ainda não serão revelados. Chamado de Aprendiz – O Retorno, o programa começa na segunda quinzena de setembro, com fim no início de dezembro e será exibido às terça-feiras. Na reta final, o reality passará a ser transmitido também às quintas.

"Os participantes não vão mais ficar reclusos pelos três meses do programa. Os dois finalistas vão assistir ao reality em casa e depois vão voltar em dezembro para gravar a final", disse Justus. Antes, o programa era gravado em 49 dias, no estilo do original, com Donald Trump, com provas curtas e ágeis.

Ainda de acordo com o empresário, o critério de escolha dos candidatos seguiu dois parâmetros: aqueles que poderiam render desafios ao apresentador e aqueles que não quebraram contrato. "Não queríamos muitos do mesmo episódio. Têm pessoas que poderiam ter sido vencedoras, mas que perderam por más performances momentâneas", disse. "Não escolhi pessoas que não cumpriram o contrato, como o Peter Collins, que se demitiu. Muita gente queria que eu o trouxesse de volta para dar audiência, mas não lido com pessoas que quebram contratos".

"Daqueles que convidamos, ninguém recusou participar", continuou Justus. "Alguns não puderam porque hoje estão em cargos ou situações de vida muito diferentes. Mas todos falam que participar do Aprendiz foi o melhor MBA que já fizeram na vida, que mudaram a forma de pensar, que passaram a ser pessoas diferentes. Tive que falar com alguns chefes para liberarem as pessoas e teve até um cara que se demitiu para voltar ao programa".

Ao todo, serão oito homens e oito mulheres, sem inscrições abertas. "Mas vai ter bastante interatividade com o público através da internet", garantiu o apresentador.

"Vamos atrelar o Roberto Justus + ao Aprendiz e teremos chances de mostrar cenas não vistas, bastidores e entrevistas com os demitidos. Então, durante a exibição de Aprendiz, o programa se transformará em Roberto Justus + Aprendiz", ressaltou. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade