0
TV

Sob vaias, representante do RS é eleita Miss Brasil 2011

24 jul 2011
00h45
atualizado às 19h06
Mariana Lanza
Direto de São Paulo

A representante do Rio Grande do Sul Priscila Machado foi a vencedora do concurso Miss Brasil 2011, na noite desse sábado (23) no HSBC Brasil, em São Paulo. A Band transmitiu a cerimônia, ao vivo, com exclusividade.

Priscila recebeu a coroa das mãos da Miss Brasil 2010, Débora Lyra, sob vaias da plateia, que na reta final da disputa visivelmente escolheu a segunda colocada, a Miss Bahia Grabiella Rocha, como sua favorita. Apesar disso, a modelo e estudante de jornalismo disse, nos bastidores, que não ficou chateada com a reação do público e acrescentou: "sabe em que eu estava focada? Nas pessoas que me amam e que eu via torcendo por mim. O resto eu nem ouvi e não prestei atenção".

Danielle Knidel (Acre), Rafaela Butareli (São Paulo) e Tammy Cavalcante (Amazonas) completaram o time das cinco primeiras colocadas, respectivamente. Além da coroa, Priscila ganhou R$ 200 mil em contrato de trabalho com a Gaeta Produções, uma viagem para Lisboa com acompanhante e um carro 0 km. A segunda colocada, Gabriella, recebeu como prêmio uma viagem para Buenos Aires, também com acompanhante, e a Miss Acre uma viagem para Salvador.

O próximo passo da Miss Brasil será representar o País no concurso Miss Universo 2011, que pela primeira vez acontecerá no Brasil, na cidade de São Paulo, no dia 12 de setembro.

A cerimônia
Comandado por Adriane Galisteu e Nayla Micherif, o rápido primeiro bloco teve a apresentação das 27 candidatas, desfilando em trajes típicos de cada Estado.

Na segunda parte, as misses dançaram e desfilaram em biquínis coloridos, ao som do DJ Marcelinho da Lua. O DJ tocou baladas que exaltavam a mulher brasileira. Depois da primeira dança, o sambista Diogo Nogueira cantou ao lado das moças a música Malandro é malandro e Mané e Mané, de Bezerra da Silva. No mesmo bloco, um vídeo mostrou todas as atividades de recepção das candidatas em Sâo Paulo, como passeios, tratamentos estéticos, sessão de fotos, prova de roupas e aulas de dança com o coreógrafo norte-americano Scoth Grossman.

No terceiro bloco foi revelada a Miss Simpatia do ano, escolhida pelas próprias candidatas. A vencedora foi a Miss Piauí, a loira Renata Lustosa. Depois, três jurados escolheram o melhor traje típico: Miss Rio de Janeiro, com o vestido Rio, cartão postal do Brasil, criado por Alex Castro.

Com a primeira eliminatória, 14 candidatas foram escolhidas pelos jurados e uma pelo público, por meio da internet. As misses Paraná (mais votada pelos internautas), Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal, Pará, Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Amazonas, São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Ceará passaram para a etapa seguinte.

O quarto bloco começou com mais uma nova apresentação das candidatas. Vestidas com trajes de gala criados pelo estilista Arthur Caliman, as moças foram recepcionadas pelos dançarinos e desfilaram para a avaliação dos 13 jurados, entre eles, Paulo Zulu, Dr. Robert Rey, Fernanda Motta, Adriana Castro e João Armentano. Mais uma vez, um vídeo sobre as atividades das misses em São Paulo foi mostrado, como aulas de etiqueta e media training.

As dez semifinalistas foram apresentadas no quinto bloco: Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Espírito Santo, Amazonas, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, São Paulo, Acre, Bahia e Mato Grosso. Em vídeo, as candidatas falaram da alegria de ser miss. Em seguida, vestindo biquínis pretos, as moças desfilaram novamente para os jurados. O bloco ainda teve a participação de Diogo Nogueira, cantando Deixa eu te amar, música de Agepe. Perguntado por Adriane sobre sua candidata favorita, ele foi galanteador: "todas elas são lindas.".

Na volta do programa, Nayla apresentou as cinco finalistas do concurso de beleza. Bahia, São Paulo, Acre, Rio Grande do Sul e Amazonas chegaram à última etapa do programa e responderam às perguntas feitas por Galisteu.

Questionada sobre o que faria se pudesse ter um dia de exagero, a Miss Amazonas respondeu que tiraria todos os cachorros e gatos da rua. Em relação ao que queria saber do futuro, a Miss Rio Grande do Sul disse: "o nosso futuro depende apenas de nós mesmos". Para a Miss Acre, a moderna mulher brasileira tem que ser "atualizada" e "independente". Se tentasse mudar uma pessoa preconceituosa, a Miss São Paulo falaria: "não é por que você tem uma opinião diferente que as outras pessoas estão erradas". Por fim, a Miss Bahia disse que o importante para ensinar as crianças são "os valores básicos e princípios de honra e caráter".

Antes de passar a coroa, a Miss Brasil 2010, Débora Lyra, fez seu último desfile como a mulher mais bonita do País e aconselhou as finalistas: "meninas, curtam cada segundo deste momento maravilhoso!".

O anúncio da vitória de Priscila Machado não foi bem aceito por muitas pessoas que estavam na casa de shows. Apesar do pedido para que nenhuma candidata fosse vaiada, feito por Adriane Galisteu nos bastidores antes do início do concurso, a nova Miss Brasil 2011 ficou sem os merecidos aplausos enquanto era coroada e deixou o palco sem falar uma palavra sequer em rede nacional após a vitória.

Pricila Machado, recebeu a coroa de Miss Brasil 2011 sob vaias da plateia
Pricila Machado, recebeu a coroa de Miss Brasil 2011 sob vaias da plateia
Foto: Fernando Borges / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade