0

TV norueguesa faz fãs de Bieber se "converterem" e irrita muçulmanos

24 abr 2013
02h40
atualizado às 02h50
  • separator
  • 0
  • comentários

A rede de televisão norueguesa 7Days se recusou a pedir desculpas oficiais após um quadro considerado ofensivo por grupos muçulmanos do país e do resto do mundo. Em contato com a Al-Arabya, Svein Tore, diretor do canal, afirmou que a Noruega é um país "onde há liberdade de expressão" e negou a retratação.

Adolescentes vestiram hijabs e recitaram passagens falsas do Alcorão durante o programa
Adolescentes vestiram hijabs e recitaram passagens falsas do Alcorão durante o programa
Foto: Vimeo / Reprodução

Um quadro do programa Anne-Kat causou polêmica na última semana por fazer com que garotas adolescentes, fãs do cantor Justin Bieber, se "convertessem" ao Islã para concorrer a ingressos do próximo show do músico em Oslo.

As participantes do concurso tiveram que tirar toda a maquiagem, vestir hijabs, recitar passagens falsas do Alcorão e dizer: "Justin Bieber é sujo e provavelmente gay".

O programa gerou imediata repercussão e, após ameaças às garotas e membros da emissora, vídeos relacionados foram retirados da internet.

Ainda assim, Tore mantém que a rede não se desculpará: "na Noruega as pessoas entenderam da forma correta - que foi apenas um quadro de humor".

Hærland, a apresentadora do programa, também não acha que uma retratação seja necessária. "Apenas queríamos ver até onde as fãs de Bieber poderiam chegar para conseguir um ingresso", disse.

No último ano, um filme independente americano e uma caricatura de Maomé em um jornal dinamarquês motiveram diversas manifestações islâmicas em todo o mundo.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade