0

BBB17: Marcos pede tempo e propõe amizade; Emilly chora

Gaúcha não aguentou os ciúmes do médico com Lamborghini e o chamou de interesseiro. 'Não aguento mais', diz ele supondo término

17 mar 2017
08h19
atualizado às 09h16
  • separator
  • comentários

Marcos já havia insinuado que queria terminar o namoro com Emilly, mas o casal reatou após DR. Porém, com a entrada ousada de Elettra Lamborghini no "BBB17", a sister voltou a ficar com ciúmes do namorado e, em uma discussão, disse que ele dava muita atenção para a hermana e o chamou de interesseiro por se aproximar da herdeira da fabrica italiana de automóveis de luxo, afirmando que ele queria um carro. O cirurgião plástico não gostou nada do que ouviu e pediu um tempo para a gêmea.

Confira tudo o que acontece no reality da TV Globo
Confira tudo o que acontece no reality da TV Globo
Foto: TV Globo / Famosidades

"Vamos dar um tempinho", pede Marcos à Emilly

"Trabalha sua possessão", diz o brother, que assediou Claudia Ohana em festa. "E você trabalha suas atitudes, porque você tem uma mulher do seu lado", adverte ela. "Vamos dar um tempinho", pede o doutor. A irmã de Mayla, que já beijou outras mulheres, dispara: "Você acha que eu sou mulher de dar tempo? Vamos romper o que temos agora".

"Briga me desgasta demais", explica o médico ao sugerir o fim do namoro

O casal vai ao Quarto Preto para discutirem à sós. "Eu gosto de você, mas da forma que está, está bem difícil. Estou sendo bem complacente. Briga me desgasta demais. Sei que a culpa não é tua, mas também não é minha. São formas de ser diferentes. É muito desgastante porque é toda hora confusão", garante Marcos. A menina pergunta por que ele não evita brigas e ele responde: "Acho que evito muito. A gente tem que dar um 'stop'. Vai ser importante para você e para mim. Te garanto que não estou fazendo isso por que tenha segundas intenções. Eu preciso ser livre".

Doutor repudia ser chamado de interesseiro: "minha liberdade não tem preço"

Marcos não suportou ser chamado de interesseiro pela namorada e rebate as alfinetas dela por ciúmes de Lamborghini: "Já me relacionei com gente de poder aquisitivo muito maior que o meu, eu não queria mas é muita gente falando: 'Fulando é rica'. Eu cheguei a conclusão que a minha liberdade é muito importante. Não só a liberdade de conhecer outras pessoas, mas a liberdade diária de poder fazer o que eu quiser. Não tem preço! Eu quero te encontrar lá fora, mas eu acho que você vai sofrer muito na vida".

Sister tenta se retratar com namorado: "tão bonito, tão cavalheiro"

Emilly explica que ela estava apenas ironizando e diz que não se importa da amizade de Marcos com Elettra - atualmente recebendo investidas de Daniel: " Não é conversar. Você pode conversar com quem você quiser. Inclusive, depois que você parou de fazer as brincadeirinhas com a Vivian, a gente se aproximou e você parou de me fazer ciúmes com ela. Agora parece que você sente necessidade disso e as pessoas não enxergam isso. Você não é meu empregadinho, não precisa fazer as coisas pra mim, mas é tão bonito, tão cavalheiro".

Marcos define o fim da relação: "p ra mim tá definido"

"Pra mim não tem justificativa. Pra mim tá definido", afirma ele. A gaúcha insiste com explicações. " Essa cobrança eu não aguento mais!", justifica o médico. " Tu queria fazer o que queria com uma novinha e conseguiu. Me apaixonei por você e você se transformou em um monstro comigo. Você acha que é o tal!", critica a garota.

Cirurgião pede amizade de Emilly e sister chora: "n ão sou sua amiga!"

Marcos, então, sugere que os dois possam criar uma amizade já que terminara. "Emilly, eu não sou seu. Entenda isso por favor! Então está acertado, somos amigos!". Ela discorda: "Como assim? Não sou sua amiga!". "Essas conversações diárias me fazem ter vontade de ir embora daqui", conclui ele. Após a DR, os dois dormiram em camas e quartos separados.

(Por Rahabe Barros )

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade