0

Elettra é criticada por espanhóis após entrar no 'BBB17'

"Dá muita raiva mandarem a Elettra mesmo com ela no paredão", escreveu uma telespectadora na página no 'Gran Hermano Vip'.

16 mar 2017
14h55
atualizado às 16h45
  • separator
  • comentários

Quando foram anunciados para o "Gran Hermano Vip", os gêmeos Manoel e Antonio dividiram opiniões nas redes sociais do programa espanhol. E, nesta quinta-feira (16), a italiana Elettra Lamborghini também foi alvo de críticas: sua movimentada entrada no "Big Brother Brasil 17", despertando os ciúmes de Emilly, não agradou os telespectadores espanhóis pois ela está indicada no paredão de lá.

'Revoltante', lamentam internautas

"É revoltante enviarem a Elettra. Ela está indicada: vocês vão dizer a uma mulher que está no Brasil e indo bem que ela tem que sair da casa? Claro que não, vão deixá-la ficar desfrutando", reclamou uma internauta. "Como manipulam... Levam uma indicada ao paredão para o Brasil e vão dizer a ela hoje se está eliminada ou não? Claro que as eliminações são manipuladas pela audiência", resumiu outra sobre a participante elogiada por Daniel na última quarta (15). "Essa senhorita já tinha que estar fora há muito tempo", pontuou mais uma. "Vergonhoso esta jovem estar representando a Espanha. Que vergonha!", exclamou uma quarta telespectadora no perfil oficial do "Gran Hermano Vip".

Elettra ganhou beijo da bochecha de Daniel

Durante a festa "Cordel", na madrugada desta quinta-feira (16), já aconteceu a primeira aproximação da herdeira da marca italiana de carro e de Daniel. Ainda cansada com a viagem, a italiana deixou a festa mais cedo e encontrou o agente de trânsito na escada. Daniel aproveitou a situaçãopara cumprimentá-la com um beijo de boa noite na bochecha. Mais cedo, ele, Rômulo e Ilmar conversaram sobre Elettra. "Tem um negócio estranho, mas acho que ela é gringa mesmo", opinou o paulista. "Bem trabalhadinha", destacou o diplomata em seguida. Depois, o cozinheiro - que já descartou viver um romance com a gringa dentro do programa - questionou o amigo de confinamento. "Vai pra cima, Daniel?", questionou. "Eu não. Se ela quiser, eu estou aí. Vou negar fogo? Tenho 40, mas não estou morto", garantiu o "brother", arrancando risos dos colegas de confinamento.

Veja também

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade