0

'O Rico e Lázaro': Joana e Asher se beijam pela 1ª vez e ele a pede em casamento

Zac (Gabriel Felipe) se revolta ao saber da atitude do amigo

17 mar 2017
14h10
  • separator
  • comentários

O triângulo amoroso entre Zac (Gabriel Felipe/Igor Rickli), Asher (Rafael Gevu/Dudu Azevedo) e Joana (Maitê Padilha/Milena Toscano) começa a ser formado de vez na semana que vem na novela "O Rico e Lázaro". O filho de Uriel (Ernesto Piccolo) decide pedir a mão da garota em casamento para seu pai e avô de criação e o primogênito de Chaim (Henri Pagnoncelli) se revolta ao saber da intenção do amigo.

Joana pede para Asher não vingar morte do irmão

O primeiro beijo de Joana e Asher acontece durante uma conversa logo depois que Zac é proibido, mais uma vez, de ver a filha de Marta (Clara Garcia). Em seguida, os adolescentes trocam declarações de amor e Joana faz um pedido para o paquera. Ele deve esquecer de vingar a morte do irmão, Abel (Tiago Marques). O arqueiro foi morto durante a invasão da tropa de Nabucodonosor (Heitor Martinez) à Babilônia, na trama bíblica com custo de R$ 800 mil por capítulo.

Zac também quer casar com Joana

Ao mesmo tempo, o irmão de Tamir (Lucas Braga/Anderson Müller) é flagrado pelo pai quando diz que quer se casar com a garota, criada por Ilana (Claudia Mauro) desde a morte dos pais. Em uma briga, Chaim acaba batendo no filho para revolta do garoto. Ainda antes da passagem de tempo de sete anos, Asher é mais decidido e procura Ravina (Marcos Breda) e Zadoque (Paulo Figueiredo) para pedir a mão de Joana em casamento.

Zac se desespera e chora angustiado

Não demora muito para o garoto descobrir o que o amigo fez. Angustiado, Zac chora e fica furioso. Mas os planos de Asher com Joana se desmoronam quando ele a avisa que não vai poder se casar. Como o pai contraiu uma dívida com o pai de Zac, terá que ser seu empregado por sete anos. Após essa passagem de tempo no folhetim estreado com audiência inferior a "A Terra Prometida", já crescidos, Asher segue trabalhando na oficina de Chaim e Joana demonstra seu amor por ele.

Na vida real, irmã de criação de Joana é católica praticante

Vivendo a Dana da primeira fase da trama, Lívia Inhudes contou, durante coletiva de imprensa, ao Purepeople , contou que pratica os ensinamentos da igreja católica desde pequena. "Eu vou à igreja sempre e continuo indo mesmo com a mudança para o Rio de Janeiro (morava em São Paulo). Já tinha lido a parábola do Rico e Lázaro e como conheço um pouco a Bíblia, a gente entende (a história) um pouco mais", frisou a atriz, que não teme o rótulo de ex-Chiquitita.

(Por Guilherme Guidorizzi )

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade