0

Resumo de novela: capítulos de 'O Rico e Lázaro', de 03 a 07 de abril

Evil-Merodaque (Kayky Brito) tenta se suicidar após matar um homem a mando do pai

27 mar 2017
15h46
atualizado às 16h02
  • separator
  • comentários

NOVELA "O RICO E LÁZARO" - semana de 03 a 07 de abril de 2017

Capítulo 16 - segunda-feira

Fassur (Zecarlos Machado) é expulso por Zadoque (Paulo Figueiredo). Envergonhada fica Joana (Milena Toscano). Ao ver o filho preso, Neusta (Vera Zimmermann) se desespera. As atitudes do marido são criticadas por Nitócris (Sthefany Brito). O seu encontro com Sammu-Ramat (Christine Fernandes) foi descoberto por Amitis (Adriana Garambone), percebe Nabucodonosor (Heitor Martinez). A saber que falou mal de Neusta para Joaquim (Osmar Silveira), fica sem graça Edissa (Robertha Portella). O papiro pode ser falso, percebe Daniel (Gabriel Gracindo) ao examinar outras mensagens enviadas por Joaquim. Com o rei vai falar, diz Neusta. Evil-Merodaque (Kayky Brito) deve matar Eliseu, ordena Nabucodonosor ao pegar uma espada quando o sacerdote é levado até ele. Joana se encontrou com Zac (Igor Rickli), descobre Asher (Dudu Azevedo) ao procurar a garoto. Eliseu é morto por Evil-Merodaque, sob a pressão do rei. Zac não o comprará e por isso eles não se casarão, diz Asher ao se irritar com Joana. Desiste de falar com o rei Neusta ao se assustar ao ver o corpo de Eliseu. À guarda real se juntará Rabe-Sáris (Gustavo Leão), avisa Nebuzaradã (Angelo Paes Leme). A morte de Eliseu é lamentada por Mesaque (Sacha Bali), Sadraque (Gustavo Rodrigues) e Abednego (Nikolas Antunes). Por amor ao pai, Evil matou o hebreu, diz Sammu. Para Amitis, Nabucodonosor se declara. Nunca lhe traiu, diz, ao mentir para Kassaia (Pérola Faria), Nebuzaradã. Ao procurar Zac, Asher diz que não vai aceitar que ele pague sua dívida. A Daniel, Nabucodonosor pede conselhos. De afazeres, Neusta enche Edissa. A hospitalidade dos familiares de Ravina, Jeremias agradece. Terá uma conversa séria com Asher, avisa Joana. Na oficina de armas de Chaim (Henri Pagnoncelli), Asher trabalha e Absalom (Roger Gobeth) estranha. Com Kassaia, Nebuzaradã fala sobre Rabe-Sáris. Sobre seu passado explica Gadise (Aisha Jambo). Sobre Asher, Joana fala com Dinah (Deina Bernardelli). Para Rabe-Sáris, o palácio é apresentado por Nebuzaradã. Sobre Sammu-Ramat, Hurzabum e Shag-Shag falam. Para Amitis, Nitócris reclama de Neusta. Para falar com Asher, pede Joana. O sumiço de Evil é estranhado por Kassaia. Sammu-Ramat é reconhecida por Hurzabum (Rafael Almeida) e ele a chama. Evil está tentando se jogar do alto do palácio e assusta Daniel e Kassaia.

Capítulo 17 - terça-feira

A não se jogar, Evil-Merodaque é convencido por Daniel e Kassaia. Se declaram um para o outro, Joana e Asher. A Hurzabum, Sammu-Ramat pede segredo, ao conversar. O comportamento do filho é estranhado por Shag-Shag (Cássia Linhares). Zac observa Asher e Joana e Fassur vê. Absalom presenteia Dana (Graziela Schimmit) com um abutre morto, ao tentar lhe agradar. O presente é recusado por ela. O apoio de Daniel e Kassaia é agradecido por Evil. Joaquim deve ter fé em Deus, diz Edissa. Neusta é ofendida por Nitócris. Zac deve tirar Joana da cabeça, aconselha Zelfa (Lucinha Lins). Absalom e Nicolau (Raphael Montagner) brigam e Asher ri. No palácio, Daniel é procurado por Neusta. Os encontros entre eles devem acabar, diz Nabucodonosor ao falar com Sammu-Ramat. O trono de Zedequias (Jandir Ferrari) é cobiçado por Hassube (Ycaro Tavares). O anel de Joaquim é entregue a Nebuzaradã por Sammu-Ramat quando eles se encontram. Surpreso fica ele. Os presentes dados por Zac são devolvidos por Joana. O seu desejo por Nebuzaradã é revelado por Sammu-Ramat. O encontro que teve com ela no passado é recordado por ele. Se beijam eles. Com Shamir (Renato Rabelo), implica Tamir (Anderson Müller). Uriel (Ernesto Piccolo) é aconselhado por Zadoque. O abutre comprado por Absalom é devolvido por ele. De Benjamin (Theo Salomão), Dinah cuida. O rei fica irritado quando Amitis diz que está indisposto Evil-Merodaque. Para Joana, se declara Asher. Para o julgamento de Joaquim, segue Daniel, com as provas nas mãos. Pede para falar com o governador, Gedalias (Ronny Kriwat) ao chegar na Babilônia. Na Festa do Tabernáculo, os hebreus se divertem em Jerusalém. O príncipe de Judá poderá ser condenado a morte, avisa Beroso (Cássio Scapin) ao iniciar o julgamento de Joaquim.


Capítulo 18 - quarta-feira

Joaquim é inocente, avisa Daniel. No palácio, Gedalias é recebido por Abednego. Com Chaim, Zac discute. Joaquim é condenado à morte quando Nabucodonosor não aceita as provas apresentadas por Daniel. Se desespera Neusta. Tem uma mensagem importante, diz Gedalias ao chegar ali. Para evitar que Joaquim ocupasse o trono de Judá, Zedequias tentou incrimiar o príncipe, avisa Gedalias. A aproximação de Jerusalém com o Egito é avisada através de mensagem, diz, no mesmo momento, Arioque (Felipe Cardoso). Pela traição de Zedequias, Judá pagará caro, avisa, furioso, Nabucodonosor. Na Festa do Tabernáculo, se diverte o soberano de Jerusalém. Joaquim é liberto pelo rei da Babilônia. Precisa sair, avisa Sammu-Ramat. Zedequias deve ser trazido com vida, pede Nabucodonosor ao ordenar a invasão à Judá. Com Zac fez as pazes, diz para Joana, Asher. A mensagem de Jeremias (Vitor Hugo) para os hebreus no palácio é entregue por Gedalias no palácio e depois retorna para Jerusalém. A mensagem a todos os escravos hebreus será entregue, avisa Daniel ao ler as profecias sobre o fim do cativeiro na Babilônia. A ausência do falso profeta Hananias (Jorge Pontual) causa estranhamento em Fassur. Rabe-Sáris ficou na Babilônia com o irmão, conta Chaim, ao conversar com Ravina (Marcos Breda). Sobre as profecias de Ezequiel (Licurgo) sobre a queda de Judá, comenta Zadoque. De Kassaia, se despede Nebuzaradã. Com zelo, Aspenaz (Saulo Rodrigues) trata a rainha. Joana é observada por Fassur. Seu sentimento por Edissa é revelado por Joaquim ao conversar com Evil. No palácio, Neusta procura o filho. Às escondidas, Sammu e Nebuzaradã se beijam. Para Benjamin, Zac se apresenta. Para colher frutas, no campo vão Rebeca (Bruna Pazinato), Dana e Joana. Com desejo, Fassur observa Joana ao segui-las. Para Nebuzaradã voltar vivo, Sammu-Ramat pede. Nabonido (Augusto Garcia) deve dormir no chão, ordena Nitócris. A partida do seu exército é autorizada por Nabucodonosor. Rebeca e Dana voltam sem Joana e Asher segue a procura de sua amada, quando vê. Na rua, sem sucesso, Shag-Shag tenta arrumar clientes. Tem uma proposta para Hurzabum, diz Sammu ao ir até a Casa da Lua. Para o reijo de Judá, segue Rabe-Sáris com o exército babilônico. Fassur começa a se autoflagelar, atormentado de desejo. O olhar doentio do sacerdote assusta Joana ao se deparar com ele.


Capítulo 19 - quinta-feira

Fassur não deve se aproximar, pede, com medo, Joana. Ela lhe acerta um chute e foge quando ele tenta agarrá-la. O comportamento de Joana é estranhado por Asher quando ele a encontra. Desconversa ela. Para tocar flauta no palácio, Hurzabum é convidado por Sammu-Ramat. A saudade de Elga e Zelfa é matada por Zac. Absalom é dispensado por Dana. Encontrou com o sacerdote no campo, conta Joana ao se abrir com Dana. Para Amitis, Nabucodonosor se declara. Ao saber que o filho foi convidado para tocar no palácio, Shag-Shag fica feliz. De dores nas costas, Nabonido, deitado no chão, reclama. Na Festa do Tabernáculo, cantam Dana e Rebeca. Ao saber que Joaquim e Neusta estão bem, fica aliviado Ebede-Meleque (André Luiz Miranda). A maneira como Nitócris trata o marido, Sammu estranha. A mensagem para Daniel foi entregue, conta Gedalias. Judá será atacada por Nabucodonosor, descobre Zedequias. Para avisar ao povo, Aicão (Perfeito Fortuina) pede permissão. Será um longo cerco, avisa Ezequiel ao prever a queda de Judá. Asher e Joana se abraçam quando se encontram, aflitos com a aproximação dos babilônicos. As estatuetas pagãs utilizadas por Elga (Denise Del Vecchio) são reclamadas por Zelfa. Tem dois filhos no exército babilônico e, por isso, tudo ficará bem, diz Chaim. Ao Senhor, todos oram na casa de Ravina. Da morte de Abel (Thiago Marques), Asher se lembra ao amparar Benjamin. A amizade de Daniel é agradecida por Kassaia. Para as muralhas da cidade, correm Zac e Asher ao escutarem o barulho das trombetas. Hananias está doente, diz Oziel (Saulo Meneghetti). O controle precisa ser mantido, diz Zedequias. A aproximação do exército inimigo é observado por Zac e Asher. Ao lado do irmão, segue Rabe-Sáris. Eles passarão um bom tempo cercando Jerusalém, avisa Nebuzaradã. O acampamento começa a ser desfeito pelos babilônicos, alguns meses depois. Zedequias tem seu fim avisado por Jereminas. Para Ravina, Absalom pede a mão de Dana. O povo é incitado contra o profeta de Deus por Fassur ao acusar Jeremias de traição.


Capítulo 20 - sexta-feira

Na rua, Jeremias apanha do povo. O pedido de casamento de Absalom é recusado por Dana. O cerco à Jerusalém deve ser longo e impiedoso, ordena Nabucodonosor. Com Jeremias, se preocupa Matias (Fernando Sampaio). Uma criança na rua é ajudada por Joana. O creme dado de presente por Neusta não é gostado por Amitis. Até a festa da rainha no palácio, Hurzabum não deixa Shag-Shag acompanha-lo. Do jeito grosso de Nitócris, Nabonido gosta. Sadraque, Mesaque e Abednego cortejam Namnu (Fran Fischer). Daniel precisa descansar um pouco, diz Evil. No palácio, Hurzabum é recebido por Sammu. Sobre Nebuzaradã, Chaim conta para Elga. Absalom parte para cima do pai quando Chaim o ofende. Na prisão, Fassur joga Jeremias. O pedido de casamento de Absalom é comentado por Dana. Shamir e Tamir brigam e Elga e Zelfa riem. Na festa de Amitis chegam os nobres. Ao descobrir que Joana foi preso, para falar com Zedequias, Joana corre. Um brinde à rainha é feito por Nabucodonosor. No palácio, Shag-Shag entra, sem ser convidada. Hurzabum deve tocar flauta para a rainha, pede Sammu-Ramat. Deve dizer onde está Jeremias, exige Zadoque a Fassur. Ao procurar Chaim, o falso profeta Hananias diz que está tendo alucinações. Zedequias deve ajudar Jeremias, pede Joana. A presença de Sammu-Ramat no local é percebida por Shag-Shag, que bebe durante a festa da rainha. Para a rainha, entregam presentes Evil-Merodaque e Kassaia. Os convidados se assustam quando Belsazar (João Barreto) presenteia Amitis com uma caixa cheia de sapos, que pulam. Zedequias deseja ver Jeremias, avisa Gedalias a Fassur. Desmaia Dinah ao passar mal. Aos reis, Hurzabum é apresentado por Sammu-Ramat. O sorriso de Edissa é elogiado por Joaquim. Nitócris repreende Nabonido quando ele elogia a beleza da sacerdotisa. Ao ver Shag-Shag bêbada entre os convidados, se desespera Hurzabum. Jeremias é amparado por Joana. Para Dinah, servem água Asher e Benjamin. Jeremias deve ser preso novamente, ordena Zedequias ao se irritar com as profecias dele. Arioque expulsa Shag-Shag da festa e, sem ter o que fazer, Hurzabum observa. Das palavras ditas por Jeremias, Hananias se recorda. Do alto das muralhas da cidade, cai o falso profeta ao ter um surto psicótico. Em uma gaiola em praça público, é preso Jeremias. Ao ver o profesta nesta situação, Joana lamenta. Joana diz para Fassur nunca mais se aproximar dela quando ele se aproxima dela. O que o sacerdote fez, pergunta Asher ao se aproximar.

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade